Curta ‘A Mordida’ seleccionado nos festivais de Toronto e Nova Iorque

Data:

‘A Mordida’, curta-metragem de Pedro Neves Marques, fará a sua estreia mundial já no próximo mês na secção ‘Wavelengths’ do Festival de Toronto, que decorre de 5 a 15 de setembro. O filme está também confirmado para a secção ‘Projections’ do Festival de Nova Iorque, que acontece de 27 de Setembro a 13 de Outubro.
Escrita e realizada pelo também artista plástico Pedro Neves Marques, ‘A Mordida’ apresenta-se como “um filme algures entre o terror, a ficção científica e um drama queer” e filma uma relação poliamorosa e não-binária que se desenrola “entre uma casa na mata atlântica e uma fábrica de mosquitos geneticamente modificados em São Paulo”.
Segundo o realizador, a curta-metragem “parte de uma pesquisa num laboratório de mosquitos geneticamente modificados em São Paulo, Brasil, para criar uma ficção algures entre o momento político actual e um futuro imaginado”. “A epidemia biológica de um vírus combatido parcialmente através de mosquitos mutantes, faz de analogia à ascensão do conservadorismo reaccionário brasileiro”, explica, acrescentado que o filme segue os protagonistas (um homem, uma mulher, uma mulher transgénero) através destas crises interligadas, tecendo associações entre perigo psicológico e terror físico, perturbações médicas e políticas, a heteronormatividade estéril do laboratório e um ataque à autonomia reproductiva”.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.