Sindicato Independente de Mercadorias cancela a greve

Data:

O porta-voz da Antram apelou hoje ao Sindicato de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) que desconvoque a greve e volte às negociações, seguindo o exemplo do Sindicato Independente de Mercadorias (SIMM).

O advogado da Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários (Antram), André Matias de Almeida, falava no final de uma reunião no Ministério das Infraestruturas e Habitação, em Lisboa.

“Não há vencidos, há um vencedor que é o diálogo”, disse o advogado, sublinhando que hoje “foi dado mais um passo histórico” com a asinatura de um documento que trará “melhorias muito grandes para o setor”, nomeadamente aumentos salariais.

O SIMM, o outro sindicato que em conjunto com o SNMMP convocou a greve, anunciou hoje que terminou com a paralisação.

Apelo

O ministro das Infraestruturas deu hoje os parabéns ao Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM) pela desconvocação da greve, apelando ao Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP) que faça o mesmo e se junte às negociações.

Pedro Nuno Santos falava aos jornalistas no Ministério das Infraestruturas e Habitação, em Lisboa, local onde hoje à noite decorreu uma reunião e no final da qual foi anunciado pelo Sindicato Independente dos Motoristas de Mercadorias (SIMM) que tinha decidido desconvocar a greve e partir para o processo negocial.

“A Fectrans escolheu a via negocial e conseguiu resultados, o SIMM decidiu-se pela via negocial e, portanto, pretende obviamente conseguir avanços. Falta o SNMMP. Nós fazemos o apelo ao Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas para que desconvoque a greve e se junte a este processo negocial. É o que todos esperamos, é o que todos os portugueses esperam”, apelou.

Para o ministro, “o SIMM está de parabéns por ter dado este passo e ter-se juntado ao processo negocial com vista a melhorar e a dignificar a profissão de motorista”.

“Falta o SNMMP, que ainda hoje desafiou a Antram para uma mediação sem desconvocação de greve. Não é suficiente. Qualquer negociação, para nós conseguirmos fazê-la em ambiente saudável e conseguirmos progredir e ter resultados, não podemos estar sob uma greve”, disse.

Por isso, prosseguiu Pedro Nuno Santo, “é fundamental que, sendo a opção e a vontade do sindicato o diálogo, a negociação, que desconvoque a greve e se junte ao processo negocial”, sendo “isso que esperam todos os portugueses”.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.