Bandeira Verde volta a ser içada na Praia de Faro

Data:

A bandeira verde voltou hoje a ser içada na Praia de Faro, depois das análises à água terem revelado “valores dentro dos parâmetros normais” de concentração de coliformes fecais, disse à Lusa o comandante do Porto de Faro.

De acordo com o responsável da Autoridade Marítima Nacional, a bandeira azul voltou também a ser içada, como símbolo de qualidade das águas balneares, numa visível afirmação de que a situação verificada na terça-feira está “completamente ultrapassada”.

Nuno Cortes Lopes recordou que a situação esteve apenas restringida à praia de Faro, reforçando que foi “uma situação pontual” e que a qualidade das águas é monitorizada em permanência pela ARH/Algarve (Administração da Região Hidrográfica.

Os valores ultrapassados se referiam à bactéria Escherichia Coli, vulgarmente conhecida por E.Coli, o que indica uma contaminação por elevada concentração de coliformes fecais.

Quanto à causa da alteração nos valores ainda não há respostas, sendo “uma eventual descarga não tratada por parte de uma embarcação” uma das possibilidades já que, na altura, os ventos e correntes “concentravam tudo na mesma zona” revelou o responsável da Autoridade Marítima.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.