Obras da coleção Novo Banco captam visitantes para o Museu da Guarda

Data:

As cinco obras de arte contemporânea cedidas pelo Novo Banco ao Museu da Guarda estão a contribuir para captar visitantes para aquele equipamento, referiu o vereador com o pelouro da cultura.

O protocolo para cedência das obras de arte contemporânea foi assinado, na Guarda, no dia 08 de junho de 2018, entre o município e o Novo Banco.

Desde aquela data que o Museu da Guarda passou a deter cinco obras de arte da coleção do Novo Banco, de cinco artistas contemporâneos portugueses: Nikias Skapinakis, José de Guimarães, Júlio Resende, Luís Pinto Coelho e João Hogan.

“Mais pessoas procuram o museu também por causa desta sala e destas obras que, de outra maneira, não as teríamos cá”, disse à Lusa o vereador Victor Amaral.

A autarquia criou no espaço museológico a Sala de Arte Moderna e Contemporânea Novo Banco que acolhe “obras de pintores notáveis portugueses e que, no fundo, representam um acrescento em termos qualitativos para a própria dinâmica expositiva do museu”, segundo o responsável.

A coleção “foi uma mais-valia em termos de atração” de público para o equipamento museológico da cidade, admite Victor Amaral.

Segundo o autarca, esta experiência do Novo Banco “é de sublinhar, é de felicitar”, desejando que haja outras neste sentido.

“Que [outras] entidades privadas possam, de facto, ajudar-nos a enriquecer o nosso acervo artístico e a contribuir para que, de facto, haja um maior equilíbrio de desenvolvimento cultural do país, para que nem tudo aconteça apenas no litoral”, vaticina o responsável.

Para o vereador da Cultura, ao contemplar a Guarda com a distribuição de obras de arte, o Novo Banco reconheceu “a importância do trabalho” do museu.

Aliás, apontou que este ano o Museu Municipal foi distinguido, por aquela instituição bancária “como tendo sido um bom exemplo de integração e de acolhimento” das suas obras de arte.

O Museu da Guarda refere, na sua página oficial na internet, que na Sala de Arte Moderna e Contemporânea Novo Banco se encontram “cinco obras de alguns dos mais icónicos pintores portugueses do século XX – XXI pertencentes às coleções daquela instituição bancária”.

Segundo a fonte, Nikias Skapinakis, José Guimarães, João Hogan (1914-1988), Júlio Resende (1917-2011) e Luís Pinto Coelho (1942-2001) “passaram a estar representados nas coleções do Museu da Guarda com obras de inegável interesse para se conhecer não só a produção individual de cada um deles, mas para se entender, de certo modo, um conjunto que reflete parcialmente o que foi o movimento da expressão plástica no período em análise”.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.