Ornatos Violeta tocam no festival açoriano Maré de Agosto

Data:

Os Ornatos Violeta tocam a 23 de agosto no festival Maré de Agosto, na ilha de Santa Maria.

O grupo tinha previsto três concertos neste verão – nos festivais Alive, Marés Vivas e F -, mas a ilha açoriana receberá também uma atuação para assinalar o 20.º aniversário do segundo e último álbum da banda, “O Monstro Precisa de Amigos”.

A decorrer entre 22 e 24 de agosto, o certame, que vai este ano para a 35.ª edição, inclui ainda atuações de artistas como Maruja Limón, Muyayo Rif, Maria Bettencourt e Eskorso.

Entre as novidades que fazem parte da comemoração dos 35 anos do festival, contam-se um palco secundário “localizado junto à marginal da Praia Formosa com teatro, ‘jam session’ com músicos locais, bem como outros projetos musicais que animarão a tarde de todos os festivaleiros”.

O festival Maré de Agosto resultou de uma iniciativa de músicos açorianos realizada na ilha de Santa Maria, tendo em 1987 surgido a Associação Cultural Maré de Agosto, e já proporcionou 400 concertos protagonizados por 250 grupos e mais de 2000 músicos.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.