Fogo de Vila de Rei com 60% da área dominada

Data:

O incêndio que deflagrou no sábado em Vila de Rei e que afeta Mação tem 60% da sua área dominada, afirmou hoje o Comandante do Agrupamento Centro Sul, salientando que o fogo é extenso e arde em terreno difícil.

O incêndio de Vila de Rei (Castelo Branco), que durante a noite passou também a afetar o concelho de Mação (Santarém), “tem cerca de 60% da sua área dominada”, afirmou Belo Costa, ressalvando que este fogo tem uma “dimensão bastante apreciável” e o trabalho dos operacionais “é dificultado pelo tipo de terreno” onde arde.

“Estamos empenhados e a redefinir uma estratégia intensa para resolver o incêndio o mais rapidamente possível”, frisou o Comandante do Agrupamento Centro Sul da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), que falava aos jornalistas num ‘briefing’ que decorreu na Escola Secundária da Sertã.

A combater o fogo, com cabeça de incêndio em Mação, estão mais de 700 operacionais, com reforços que chegaram durante a noite e início da manhã, apoiados desde as 08:30 por oito meios aéreos, informou.

De momento, não há localidades em perigo, estando apenas cortada a estrada nacional 238 que liga Mação a Vila de Rei, disse.

Segundo Belo Costa, o incêndio que começou em Vila de Rei andou cerca de 25 quilómetros, desde a sua origem até à frente mais distante, não tendo uma “largura muito significativa”.

Hoje, os operacionais estão preparados “para um dia difícil”, com temperaturas elevadas e com o vento a intensificar-se a partir das 10:00, querendo entrar “nesse período de maior adversidade meteorológica” com a grande maioria da área do incêndio de Vila de Rei dominada, vincou.

“Ontem [sábado], confrontámo-nos com uma área relativamente limitada do distrito de Castelo Branco com um sem número de ignições quase em simultâneo”, notou o comandante, referindo que foi um desafio acrescido dar resposta a tantas ocorrências “em sítios todos eles classificados como sensíveis”.

Os dois incêndios que lavravam no concelho da Sertã desde sábado foram dominados durante a noite, mantendo-se os operacionais no terreno para garantir que não há reativações durante o dia, explicou.

Durante a noite, foi necessário deslocar algumas pessoas para fora das suas áreas de habitação, mas já regressaram às casas, acrescentou.

Questionado sobre o Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP), Belo Costa assegurou que não houve qualquer falhas nas comunicações deste sistema.

Os três incêndios no distrito de Castelo Branco provocaram sete feridos ligeiros e um grave.

Fotografia de arquivo

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.