Ígor Lopes lança livro sobre rancho folclórico da Casa do Minho do Rio de Janeiro

Data:

O jornalista e escritor luso-brasileiro, Ígor Lopes, lançou, no dia 5 de julho, no Rio de Janeiro, o livro-reportagem ‘A jornada do grupo português que valoriza a cultura minhota no Brasil desde 1954’, sobre o Rancho Folclórico Maria da Fonte da Casa do Minho do Rio de Janeiro.
O lançamento aconteceu a 5 de julho nas instalações da Casa do Minho.
“Ao longo de 226 páginas, o leitor poderá conhecer os nomes que fizeram o grupo ganhar a dimensão que tem hoje, além de entender as ligações da Casa do Minho do Rio de Janeiro com as autoridades portuguesas, brasileiras e luso-brasileiras, bem como desvendar os detalhes das atividades do R. F. Maria da Fonte”, revela Ígor Lopes.
Segundo o autor, a ideia do livro passa ainda por apresentar uma qualitativa pluralidade de opiniões, mostrando que nada se faz de forma isolada. “É preciso construir parcerias e mantê-las vivas e ativas”, defende.

Foto: Casa do Minho do Rio de Janeiro (facebook)

Ígor Lopes, que recebeu o título de sócio benemérito da Casa do Minho, refere que o livro deve ser visto também como um documento que retrata os bastidores do rancho no Brasil e no exterior.
“O livro-reportagem é fruto de pesquisas históricas e entrevistas jornalísticas no Brasil e em Portugal. O intuito é mostrar o percurso do Rancho Folclórico Maria da Fonte ao longo dos seus 65 anos de existência, com foco na promoção dos nomes que fizeram o grupo ganhar a dimensão que tem hoje, explicar as ligações da Casa do Minho com as autoridades portuguesas, brasileiras e luso-brasileiras, desvendar os detalhes das atividades do Rancho, bem como apontar os seus principais momentos, além de entender a dimensão do seu protagonismo nacional e internacional. É importante ainda destacar o legado que está sendo deixado para as novas gerações em termos de folclore no Brasil”, destacou Ígor Lopes, que sublinhou que “o trabalho do Maria da Fonte é fruto de parcerias e de muita garra por parte dos seus componentes”.

Cultura do Alto Minho preservada no Brasil

No lançamento de ‘A jornada do grupo português que valoriza a cultura minhota no Brasil desde 1954’ marcaram presença, entre outros, o cônsul-geral de Portugal no Rio, Jaime Leitão, o cônsul-geral adjunto, João Marco de Deus, o sub-procurador-geral da República do Brasil, Alcides Martins, a conselheira das Comunidades Portuguesas, Maria Alzira Silva, o presidente do Real Gabinete Português de Leitura e do Liceu Literário Português, Francisco Gomes da Costa, o vice-presidente da escola de samba Unidos da Tijuca, Luís Pires da Silva Pezinho, além do padre Abílio de Vasconcelos, da Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, da fadista Maria Alcina, e de representantes de academias literárias e de artes, responsáveis pelas casas regionais portuguesas, jornalistas, escritores, empresários e folcloristas.
Na opinião do presidente da Casa do Minho carioca, Agostinho dos Santos, “a partir de agora o Maria da Fonte tem uma obra de referência sobre a sua história e sobre o seu passado”.

Um momento de destaque do lançamento foi depoimento do único fundador vivo do Rancho Folclórico Maria da Fonte. Odir Ferreira recordou ter ingressado no rancho ainda muito jovem e disse ter na memória imagens de um passado glamuroso em termos de folclore.
Agostinho dos Santos, presidente da Casa do Minho do Rio de Janeiro, sublinhou a “história riquíssima” daquela associação luso-brasileira, de que é exemplo o seu mais antigo rancho.
“A cultura do Alto Minho está preservada no Brasil. Os nossos folcloristas demonstram sempre muito amor pela cultura minhota quando o grupo se apresenta no Brasil ou em Portugal”, afirmou.
Em agosto, o livro será lançado nas cidades de Viana do Castelo e de Braga durante as apresentações do Maria da Fonte em Portugal, revela o escritor. O valor total obtido com a venda desta obra será utilizado para as ações e atividades do R. F. Maria da Fonte.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.