Portugal disponível para receber 10 das 106 pessoas resgatadas no Mediterrâneo

Data:

Portugal manifestou hoje a disponibilidade para receber 10 das 106 pessoas resgatadas no Mediterrâneo pelos navios ‘Alan Kurdi’ e ‘Mediterranea’, lê-se num comunicado emitido em conjunto pelos ministros dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, e da Administração Interna, Eduardo Cabrita.
O navio ‘Alan Kurdi’ transportava 65 pessoas e o ‘Mediterranea’, que aportou no sábado, dia 6, no porto da ilha de Lampedusa, 41 pessoas.
As 106 pessoas serão recebidas por um grupo de países que integra Portugal, Alemanha, França, Luxemburgo e Malta.
“Com este gesto, mais uma vez, Portugal integra o grupo de países que assumem o seu dever de solidariedade humanitária, traduzindo em atos o desejo comum de fornecer soluções europeias para a questão da migração e para as tragédias humanas que se desenvolvem no Mediterrâneo”, refere a nota conjunta.
Portugal tem participado ativamente em processos de acolhimento de refugiados. Foi o que aconteceu com os resgates dos navios ‘Lifeline’, ‘Aquarius I’, ‘Diciotti’, ‘Aquarius II’, ‘Sea Watch III’, ‘Alan Kurdi’, ‘Stromboli’ e ‘Cigala Fulgosi’, além de outras pequenas embarcações.
“Não obstante a disponibilidade solidária sempre manifestada, o Governo português continua a defender uma solução europeia integrada, estável e permanente para responder aos desafios migratórios”, finaliza a nota.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.