Centro Hospitalar do Entre Douro e Vouga certificado como referência em cancro do fígado, vesícula e pâncreas

Data:

O Centro Hospitalar do Entre Douro e Vouga obteve a certificação internacional como centro de referência no tratamento de Cancro Hepato-bilio-pancreático, revelou a unidade de saúde sediada em Santa Maria da Feira.

Até aqui, segundo informação do Serviço Nacional de Saúde (SNS), a certificação ao abrigo do modelo ACSA Internacional para tratamento dos cancros de fígado, vesícula biliar e pâncreas só fora atribuída pela Direção-Geral de Saúde (DGS) ao Hospital de São João (no Porto), ao Hospital Beatriz Ângelo (em Loures) e aos centros hospitalares universitários de Lisboa Norte e Lisboa Central.

“Juntamo-nos assim ao restrito número de unidades do Serviço Nacional de Saúde a receber a certificação através deste modelo internacional”, declara Miguel Paiva, administrador do Centro Hospitalar do Entre Douro e Vouga, que tutela os hospitais da Feira, São João da Madeira e Oliveira de Azeméis.

Esse responsável explicou que “o modelo de acreditação ACSA Internacional, aprovado pelo Ministério da Saúde português, foi adotado pela DGS por ser o que melhor se adapta aos critérios definidos na Estratégia Nacional para a Qualidade em Saúde” enquanto formato de certificação já “consolidado e reconhecido” noutros países.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.