Protocolo de amizade e cooperação liga Arcos de Valdevez a Antony

Data:

A vila minhota de Arcos de Valdevez, no Minho, e a vila francesa de Antony, nos arredores do Paris, assinaram um protocolo de amizade e cooperação. Para além de aproximar as comunidades, as autarquias querem dinamizar uma cooperação mais próxima no ensino e no setor empresarial.
A ideia do protocolo foi de Rosa Macieira Moulin, vereadora da Câmara de Antony, natural do Soajo, a poucos quilómetros de Arcos de Valdevez, que foi para França ainda criança.
“Como sou autarca em Antony tive interesse em encontrar-me o presidente da Câmara dos Arcos. Foi um encontro de duas pessoas que estavam com a mesma vontade. Fiquei surpreendida com o que vi nos Arcos, com o desenvolvimento da vila e tudo o que era feito para a modernizar”, explicou a autarca em declarações à Agência Lusa.
O objetivo deste protocolo é ir além de uma tradicional geminação. “Um protocolo de amizade e cooperação é mais aberto do que uma simples geminação e é algo mais moderno. O que eu quero é que Antony abra verdadeiramente as relações internacionais com outras cidades a todos os níveis”, indicou.

A ideia do protocolo foi de Rosa Macieira Moulin, vereadora da Câmara de Antony e natural do concelho de Arcos de Valdevez

“Antony é um polo vibrante a nível empresarial e o nosso concelho tem também uma forte comunidade de empresas francesas instaladas aqui. Podemos trocar pontos de contacto e investimentos de uns e de outros com portugueses a investir na zona de Antony e franceses nos Arcos”, disse o presidente da Câmara de Arcos de Valdevez, João Esteves, acrescentando que o seu município, tal como todo o Minho, tem uma forte diáspora também em França.
Já em Antony e nas cidades vizinhas, este protocolo foi visto com bons olhos pela numerosa comunidade portuguesa que se concentra nos arredores de Paris. “Ficaram surpreendidos e descobri muitas pessoas que vêm dos Arcos ou estão casadas com alguém dos Arcos. Mas não foi só em Antony. As vilas aqui coladas quando souberam, ficaram muito contentes e disseram-me que há muito tempo esperavam uma cooperação assim”, afirmou Rosa Macieira Moulin.
Já João Esteves ressalva as experiência positivas que Arcos de Valdevez tem tido na sua relação com Dammarie-lès-Lys, cidade também nos arredores de Paris, Décines, perto de Lyon, ou Cenon, junto a Bordéus, e como isso já tem impacto nos jovens do seu concelho.
“Devido ao facto termos intensificado estas relações e de termos empresas francesas aqui, está a haver um maior interesse por parte dos jovens em aprenderem francês e eles vão agora passar uma semana em França. Eu que tinha deixado de lado o francês, posso dizer que por ironia do destino falo mais francês do que inglês”, brincou o autarca.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.