Arte Institute promove herança portuguesa em Nova Iorque no domingo

Data:

A comunidade portuguesa a residir em Nova Iorque vai ter um rol de atividades preparado pelo Arte Institute no domingo para homenagear a história dos imigrantes portugueses no bairro de Soho.
O Arte Institute, organização sediada em Nova Iorque, sustenta que o bairro South of Houston, conhecida por Soho, é uma zona de residência de imigrantes portugueses mais antiga do que Newark e, por isso, desenvolve pela quinta edição do evento Portugal in SoHo.
O programa de dia 2 de junho inclui várias atividades na Rua Sullivan a partir das 11:30 (16:30 em Lisboa), tais como ‘workshops’, performances artísticas, degustação de comida portuguesa e um roteiro a pé pelos locais do documentário “Portugueses do SoHo”, produzido pelo Arte Institute.
Uma das atividades é a pintura de padrões de azulejo, orientada pelo centro artístico A Casa Ao Lado, de Vila Nova de Famalicão, para o qual se esperam cerca de 150 participantes.
Cada participante vai criar um padrão personalizado numa base acrílica transparente e todas as peças vão ser unidas para compor uma parede colorida que projeta diferentes sombras e padrões no pavimento da rua.
Com o evento Portugal in SoHo, o Arte Institute pretende homenagear “os verdadeiros heróis”, aqueles que “chegaram aos Estados Unidos sem saber uma palavra de inglês, que trabalharam e conseguiram criar os seus filhos, sem nunca perder de vista o país e o amor por Portugal”, indica a organização sem fins lucrativos.
“Se olharmos com atenção e pusermos os nossos ouvidos à escuta, vamos descobrir um Portugal que muitas vezes já nem no próprio país o encontramos. Um Portugal que atrás da porta manteve as suas tradições, sabores e cultura… Um Portugal que mesmo no centro do mundo se preservou intacto”, defende o Arte Institute.
Fundado em 2011, o Arte Institute é uma organização independente sem fins lucrativos, sediada em Nova Iorque, que dinamiza eventos culturais e artísticos protagonizados por portugueses e para partilhar a cultura portuguesa nos EUA.
A Casa Ao Lado foi fundada em 2005, sob a orientação de Joana Brito e Ricardo Miranda e envolve atividades de ensino e intervenção artística, articulados com a responsabilidade social, numa base intergeracional e que procura o envolvimento em projetos que se aproximam as comunidades.
A Casa Ao Lado faz parte da rede de Clubes UNESCO e esta será o primeiro passo para internacionalização, indica a entidade num comunicado enviado à agência Lusa.
O centro artístico famalicense tem já asseguradas para 2020 intervenções artísticas a realizar em conjunto com comunidades portuguesas a residir na Praia, em Cabo Verde, Brasília, no Brasil e Malaca, na Malásia.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.