Militar internado “mantém boa evolução clínica”

Data:

O militar do Exército sujeito a um transplante de fígado “mantém uma boa evolução clínica”, e as análises feitas aos 164 militares “apresentam valores normais”, informou hoje à agência Lusa a porta-voz daquele ramo das Forças Armadas.

“O nosso militar mantém uma boa evolução clínica. Já saiu dos cuidados intensivos e está agora na unidade de transplantes”, indicou a major Elisabete Silva.

O militar, que está internado no Hospital Curry Cabral, em Lisboa, depois de se ter sentido mal durante uma prova – que ocorreu em 14 de maio, em Santa Margarida da Coutada, no distrito de Santarém -, foi sujeito a um transplante de fígado na semana passada.

De acordo com a porta-voz do Exército, o agravamento da função hepática do militar justificou a cirurgia.

Na altura, a major Elisabete Silva esclareceu que a informação transmitida inicialmente de que o militar teria sofrido um golpe de calor estava descartada, mas ainda não se sabe o verdadeiro motivo do incidente.

O Exército submeteu, entretanto, os restantes militares que frequentam o curso do militar internado e realizaram a prova a uma colheita de sangue, no âmbito de um processo de averiguações das causas da ocorrência.

“Relativamente à avaliação clínica, dos 164 militares que efetuaram análises clínicas no âmbito do curso de promoção a cabo, apresentam valores normais sem relevo clínico”, esclareceu.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.