Efacec instala primeiro carregador ultrarrápido para veículos elétricos no Mónaco

Data:

A Efacec foi escolhida pela Sociedade Monegasca de Eletricidade e Gás (SMEG) para a conceção e instalação de um carregador ultrarrápido para veículos elétricos no Monte-Carlo Bay Hotel & Resort, situado no Principado do Mónaco.

“Este equipamento com 160 kilowatt (kW) de potência, inédito no Principado, vai permitir carregar veículos elétricos de bateria normal e de longo alcance, sendo capaz de fornecer até 920 volts (V) e 350 amperes (A)”, refere a empresa em comunicado.

A mobilidade elétrica constitui uma forte aposta do Principado do Mónaco, que tem posto em prática várias iniciativas que revelam “um crescente entusiasmo” por esta forma de mobilidade e que “evidenciam as vantagens económicas e ambientais da mobilidade elétrica”, lê-se ainda na nota informativa.

“A Efacec orgulha-se de ser a fornecedora do primeiro ponto de carregamento ultrarrápido do Principado do Mónaco, instalado num local tão prestigiante como é o famoso resort Monte-Carlo Bay. Estamos confiantes que este é um primeiro passo para o início de uma parceria de sucesso com a SMEG para a implantação desta solução em mais pontos no Mónaco”, afirma Ângelo Ramalho, CEO da Efacec.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.