Missão técnica portuguesa estuda o acervo de instituições centenárias lusas no Brasil

Data:

O acervo de 160 mil volumes de três instituições centenárias fundadas por portugueses no Brasil, vai ser avaliado por especialistas da Biblioteca Nacional de Portugal.
A missão técnica, que começa hoje, vai inventariar o acervo do Gabinete Português de Leitura de Pernambuco (fundado em 1850), do Grémio Literário e Recreativo Português de Belém do Pará (1868) e do Gabinete Português de Leitura de Salvador da Bahia (1863).
A iniciativa, que assenta num protocolo de colaboração celebrado em janeiro entre a Biblioteca Nacional de Portugal e o Instituto Diplomático, teve origem em visitas realizadas àquelas instituições pelo Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, refere uma nota conjunta das secretarias de Estado das Comunidades Portuguesas e da Cultura.

 

Ainda segundo a nota, as deslocações feitas pelo governante “permitiram dialogar com os dirigentes das três instituições sobre a importância de preservar aqueles valores culturais” e culminaram na realização desta missão cujo objetivo é “analisar o espólio daquelas entidades e estudar a possibilidade de se proceder à digitalização e preservação dos exemplares mais relevantes e raros”.
A primeira ação de valorização do património lierário das três instituições aconteceu em 2018 com o apoio da rede diplomática e consular de Portugal no Brasil, à reedição de ‘A Arte da Cosinha’, livro do século XIX da autoria de João da Matta. O livro pertence ao espólio do Grémio Literário e Recreativo Português de Belém do Pará e as receitas obtidas com a sua venda, reverteram para aquela instituição do estado brasileiro do Pará.
“Os Gabinetes de Leitura fundados por portugueses no Brasil constituem espaços extraordinários de valorização do saber e da cultura. É importante preservarmos este valioso legado, para que possamos prevenir episódios trágicos como os ocorridos com os incêndios que danificaram o Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, ou o Museu Nacional do Brasil, no Rio de Janeiro”, defende o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, citado no comunicado.

Visita do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas ao Grémio Literário e Recreativo Português de Belém do Pará

Já a Secretária de Estado da Cultura, destaca que a missão técnica enviada pela Biblioteca Nacional de Portugal “permitirá analisar o importante espólio literário que existe nos gabinetes de leitura portugueses de Belém do Pará, Recife e Salvador da Baía, trabalho de grande relevância para a preservação da cultura e língua portuguesas”. “Com esta iniciativa será possível preservar os bens culturais mais importantes para o projeto de digitalização em curso”, completou Ângela Ferreira.
O trabalho dos especialistas da Biblioteca Nacional inicia-se no Gabinete Português de Leitura de Pernambuco. A missão partirá depois para a cidade de Belém, no estado do Pará, onde se situa o Grémio Literário e Recreativo Português. A última instituição a ser visitada será o Gabinete Português de Leitura de Salvador da Bahia, cidade onde os técnicos irão terminar o seu trabalho a 27 de maio.
A missão foi preparada com o apoio da Embaixada de Portugal em Brasília, sendo implementada, nas diferentes cidades, com o apoio dos serviços consulares de Portugal em Belém do Pará, Salvador da Baía e Recife e das entidades associativas a visitar.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.