Little Portugal de Toronto é ‘case study’ para estudantes da Universidade de Liverpool

Data:

O Little Portugal de Toronto está a ser motivo de um ‘case study’ por alunos da Universidade de Liverpool “pelo seu papel diário na vida da comunidade portuguesa”, referiu uma das alunas envolvidas na investigação.

“Tivemos que escolher no processo da nossa licenciatura um tema e decidimos que o Little Portugal seria o objeto da nossa pesquisa, numa investigação ao papel que o Little Portugal desempenha diariamente nas vidas da comunidade migrante portuguesa e das outras partes envolvidas”, afirmou Daveena Matharu, a porta-voz do grupo.

A aluna de geografia da Universidade de Liverpool (Inglaterra), juntamente com Sophie Fearon e Gurpreet Johal, estão desde o dia 31 de março a recolher dados sobre o Little Portugal de Toronto, para depois, em maio, apresentarem o estudo à sua turma em Liverpool.

“Em Inglaterra, pelo menos de onde venho, de Birmingham, não tenho áreas como esta. Escolhemos este local porque estamos interessadas na cultura e quisemos descobrir se houve mudanças ou se continua na mesma, se há mais diversidade”, explicou.

A imigração oficial para o Canadá teve início em 1953, estabelecendo-se a comunidade inicialmente em áreas como a rua Augusta, no Kensington Market, indo mais para oeste, na Dundas West, e mais recentemente para o norte de Toronto e para outras cidades vizinhas.

Como parte desse processo, o Little Portugal “está a perder um pouco a identidade, uma área que está na moda, com muitos ‘hipsters’ e outras culturas”, analisou.

“No entanto, continua a ser importante pois há muitas pessoas que continuam a ter orgulho pela sua cultura, mesmo que não estejam a viver aqui, visitam sempre o Little Portugal. Quando há um Mundial de Futebol, as pessoas passam pelo Little Portugal para festejar as vitórias de Portugal”, disse a estudante, destacando que mesmo “aqueles que já nasceram no Canadá, segunda e terceira gerações, adoram a sua cultura e continuam a passar” na zona, sublinhou.

Os investigadores da Universidade de Liverpool vão estar em Toronto até ao dia 12 de abril, auscultando os comerciantes e residentes do Little Portugal, sobre o papel daquela histórica área na sua vida diária.

“Não sou portuguesa, mas li jornais e estudos sobre o Little Portugal. Não temos uma grande cultura portuguesa de onde sou, em Birmingham, e como adoro música portuguesa, foi algo como aprender mais sobre a língua e a cultura, e o quão importante é o Little Portugal para as pessoas que vivem aqui e como utilizam a área”, justificou Daveena Matharu.

Desde os anos 1970 que a zona entre as ruas Bathurst e Dufferin é conhecida como ‘Little Portugal’ uma área “com um ambiente agradável com pessoas bastante acolhedoras”, considerou.

Calcula-se que existem cerca de 550 mil portugueses e lusodescendentes no Canadá, estando a grande maioria localizada na província do Ontário.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.