Presidente do Governo Regional dos Açores manifesta “grande orgulho” no trabalho da Comunidade Açoriana na Califórnia

Data:

O Presidente do Governo visitou,  duas empresas do setor agrícola na Califórnia que são propriedade de Açorianos, onde destacou o grande trabalho que a comunidade desenvolve neste estado norte-americano, à semelhança do que acontece noutras partes do mundo onde estão presentes.

No segundo dia da visita oficial à Califórnia, Vasco Cordeiro visitou a empresa AV Thomas Produce, a maior produtora de batata-doce biológica de mundo, propriedade do Comendador Manuel Eduardo Vieira, natural da ilha do Pico,  assim como uma exploração de produção de leite em Gustine, propriedade de João Pires, natural da ilha Terceira.

“O significado destas visitas tem também a ver com a importância de contactar e conhecer de perto o trabalho extraordinário que, no geral, as nossas comunidades desenvolvem na Califórnia, assim como nas diversas partes do mundo onde estão presentes, no sentido de criar valor e ajudar no progresso das comunidades onde se inserem”, afirmou Vasco Cordeiro.

Nesse sentido, o Presidente do Governo salientou ser “motivo de orgulho” para o Governo dos Açores o “facto de gente da nossa gente fazer e construir empresas e empreendimentos de grande dimensão”.

“Isto tem um significado, não apenas de constatação destas circunstâncias, mas também, ao longo desta visita, de dar a conhecer aquilo que temos feito nos Açores, em termos de desenvolvimento e crescimento económico, e, porventura, suscitar oportunidades de investimento que podem servir ambas as partes”, referiu o Presidente do Governo.

Durante esta visita oficial, Presidente do Governo vai inaugurar o Portuguese Beyond Borders Institute (PBBI), da Universidade Estadual da Califórnia – Fresno, a convite do Presidente da Universidade da Califórnia – Fresno, Joseph I. Castro.

Além da inauguração deste instituto, que se destina a promover a Cultura e a Língua Portuguesa, com um foco especial na Diáspora Açoriana, o programa desta deslocação incluiu uma reunião com a Vice-Governadora do Estado da Califórnia, Eleni Kounalakis, assim como outros contactos institucionais e encontros com a comunidade açoriana de Sacramento, Hilmar, Artesia e San Diego.

Segundo o American Community Survey de 2017, a população de origem portuguesa no Estado da Califórnia é de cerca de 345 mil pessoas, estimando-se que cerca de 70 por cento seja oriunda dos Açores.

Com início em meados do século XIX, a Comunidade Açoriana está radicada na Califórnia há várias gerações, mantendo inúmeras tradições e dinamizando várias organizações, nomeadamente Irmandades do Divino Espírito Santo, Bandas Filarmónicas, Grupos Folclóricos, entre outras, bem como ocupando lugares de destaques em vários setores deste Estado norte-americano.

Presidente do Governo reúne-se com Vice-Governadora do Estado da Califórnia

O Presidente do Governo reuniu-se, com a Vice-Governadora do Estado da Califórnia, a quem apresentou novas oportunidades para fortalecer a geminação já existente entre os Açores e este Estado norte-americano e que passam pelas áreas do mar, do espaço e das novas tecnologias. “Tive oportunidade de dar conta daquelas que são novas oportunidades para fortalecer o projeto da geminação entre os Açores e a Califórnia. Nós acreditamos que há áreas, como o mar, o espaço e as novas tecnologias, que podem ser bons pontos de desenvolvimento desta parceria”, afirmou Vasco Cordeiro, após o encontro com Eleni Kounalakis.

No segundo dia da visita oficial que realizou à Califórnia, o Presidente do Governo adiantou que esta reunião permitiu, assim, apresentar o que a Região tem feito ao nível da sustentabilidade do mar, a aposta, em parceria com a Agência Espacial Europeia, no desenvolvimento de áreas ligadas ao espaço, mas também no domínio das novas tecnologias, através do projeto Terceira Tech Island.

“Este encontro permitiu ainda salientar a importância que a Comunidade Açoriana teve e tem na Califórnia, tendo-se destacado em várias áreas, caso dos lacticínios e da pesca”, sublinhou Vasco Cordeiro, em declarações aos jornalistas.

Durante esta visita oficial, Presidente do Governo vai inaugurar hoje o Portuguese Beyond Borders Institute (PBBI), da Universidade Estadual da Califórnia – Fresno, a convite do Presidente da Universidade da Califórnia – Fresno, Joseph I. Castro.

Além da inauguração deste instituto, que se destina a promover a Cultura e a Língua Portuguesa, com um foco especial na Diáspora Açoriana, o programa desta deslocação inclui outros contactos institucionais e encontros com a comunidade açoriana de várias zonas da Califórnia.

Segundo o American Community Survey de 2017, a população de origem portuguesa no Estado da Califórnia é de cerca de 345 mil pessoas, estimando-se que cerca de 70 por cento seja oriunda dos Açores.

Com início em meados do século XIX, a Comunidade Açoriana está radicada na Califórnia há várias gerações, mantendo inúmeras tradições e dinamizando várias organizações, nomeadamente Irmandades do Divino Espírito Santo, Bandas Filarmónicas, Grupos Folclóricos, entre outras, bem como ocupando lugares de destaques em vários setores deste Estado norte-americano.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.