Cerca de 6.700 alunos estudam português nas escolas secundárias de Macau

Data:

O número é avançado pelo secretário para os Assuntos Sociais e Cultura de Macau, Alexis Tam: cerca de 6.700 alunos estudam a língua portuguesa nas escolas secundárias daquela região administrativa da China.

O responsável pelos Assuntos Sociais e Cultura de Macau afirmou que o executivo está a fazer “um grande esforço para promover a língua e cultura portuguesa” no território e prometeu mais apoios.
Em declarações à agência Lusa, à margem de uma visita à Câmara do Porto, no âmbito das celebrações dos 40 anos de relações diplomáticas entre Portugal e China, Alexis Tam disse que esta é uma estratégia apoiada diretamente por Pequim, num momento em que o número de professores aumentou “quase o dobro”.
“Neste momento, há cerca de 6.700 alunos que estão a estudar a língua portuguesa nas escolas secundárias. Já não falo dos alunos que estão a estudar em Portugal, cada vez há mais alunos que vêm para Portugal para prosseguirem os estudos e também estamos a incentivar os alunos para virem”, disse.
Pelo contributo para o desenvolvimento da Educação e ensino da língua e cultura portuguesas, Alexis Tam vai ser distinguido pela Universidade de Lisboa com o título de doutoramento ‘Honoris Causa’, numa cerimónia agendada para março.
“Fiquei muito feliz com esta honra. Significa que eu e a minha equipa estamos a executar bem a política de promover a língua a cultura portuguesa em Macau”, comentou.
“Penso que estamos a fazer bem o nosso trabalho, que é apreciado pela Universidade de Lisboa. Para nós, este título de ‘Honoris Causa’ pode encorajar-nos a fazer mais no futuro. Isso eu garanto, que o Governo da RAEM (Região Administrativa Especial de Macau) vai fazer mais no futuro”, sublinhou.

Plataforma entre a China e Portugal

Alexis Tam lembrou que em 2019 se “celebram 20 anos de Governo da Região Administrativa Especial de Macau” e o território tem todas as condições para “servir de plataforma entre a China e Portugal para a área do comércio, economia e atividades culturais”.
“Pode perguntar aos cidadãos de Macau ou da China, (todos) gostam muito de Portugal”, destacou Alexis Tam.
“Esteve aqui há pouco tempo o Presidente da China, Xi Jinping. Foi muito bem recebido pelo povo português e também já foi anunciado que o Presidente da República português, Marcelo Rebelo de Sousa, vai visitar a China e Macau. Penso que todos os cidadãos vão ficar muito contentes com isso e por isso somos amigos. Os povos são amigos”, reforçou.
Sem abordar o futuro de Macau após 2049, quando termina o período de transição acordado entre Portugal e a China, o responsável prometeu que as relações entre a RAEM e os portugueses são inquebráveis.
Alexis Tam disse ter a “certeza absoluta” que se reforçará a amizade com Portugal, “como o vinho do Porto”.
“Quanto mais velho, melhor. Esta amizade vai manter-se e, pessoalmente, espero que continuemos a ser amigos, os dois povos”, finalizou.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.