Na vila alentejana de Entradas o carnaval é “diferente”

Data:

Dança, música, gastronomia e o cante alentejano dão o mote para o Festival Entrudanças de 2019, que vai animar a vila alentejana de Entradas entre 1 e 3 de março.

Organizado pela Associação PédeXumbo, Câmara Municipal de Castro Verde e Junta de Freguesia de Entradas, o Entrudanças evoca este ano as lucernas, “numa homenagem à luz e à história da região”, informa a Pédexumbo.
Segundo a PédeXumbo, o festival vai proporcionar “um Entrudo diferente na planície alentejana”, através de uma programação composta por várias atividades, como bailes, concertos, oficinas, visitas, feiras, concursos de máscaras e um desfile para apresentação do espetáculo “iLUZão” criado através da edição deste ano do projeto artístico-comunitário desenvolvido com a comunidade local no âmbito do Entrudanças.
“A programação é extensa, e permite que se explorem as diferentes propostas artísticas nacionais e internacionais, que transformam o festival num espaço aberto de diálogo intercultural”, destaca a organização.

O Entrudanças evoca este ano as lucernas, candeias feitas de barro da época romana que serviam como fonte de luz

O festival vai incluir sobretudo, durante o dia, oficinas de danças, de cante, lucernas, taças tibetanas e gastronomia, uma feira de artesanato e outra de livros, atividades para crianças e famílias, visitas e sessões de contos e, ao final da tarde e à noite, concertos e bailes, convidando à dança e à diversão.
O Entrudanças arranca amanhã, às 18h, no Museu da Ruralidade, com a abertura da exposição de fotografia ‘15 anos de tradição em Entradas’, que vai incluir cante infantil por alunos do Jardim-de-Infância e da Escola do 1.º ciclo do ensino básico de Entradas e a atuação do acordeonista Baltazar Coelho.

Os bailes do festival, no salão do Centro Recreativo de Entradas e no Museu da Ruralidade, vão ser animados por vários grupos, como os belgas Duo De Schepper-Sanczuk, os franceses La Base Duo, os luso-brasileiros Forró Power Trio e os portugueses Delicatessen, Ledok, Nat-u-Ra e Parapente700 com o músico espanhol Juan de La Fuente.

Cante alentejano e espetáculo de luz

A oferta de concertos, animações musicais e cante vai incluir espetáculos de vários grupos, como Talego, Grupo Terra Branca, Trigo Roxo, As Ceifeiras de Entradas, Grupo Coral Amigos do Alentejo do Feijó, Grupo de Música Popular Campos do Alentejo, Grupo Coral da Mina de São Domingos e Banda Filarmónica 1.º de Janeiro.
O desfile para apresentação do espetáculo “iLUZão”, que conta “uma história que explora os conceitos de luz e sombra a partir da lucerna”, vai decorrer no sábado, 2 de março, a partir das 14h30, nas ruas de Entradas.
A lucerna é uma candeia feita de barro que servia como fonte de luz através da queima de azeite, cera de abelha ou resinas, e está intrinsecamente ligada ao Alentejo e à mestria humana.
“São mais de vinte mil as pequenas Lucernas que voltaram a ver a luz do dia, depois de terem sido descobertas em Santa Bárbara de Padrões, concelho de Castro Verde”, explica a PédeXumbo. Esta coleção única de lucernas da época romana foi descoberta em 1994, durante trabalhos arqueológicos, e pode ser vista no Museu da Lucerna, em Castro Verde
“Do que se sabe da História, ali teriam sido depositadas num local de culto, um santuário talvez, relatando mais de trezentos anos de uso, entre os séculos I e III”, durante a ocupação romana, refere ainda a Pédexumbo.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.