Mais um avião novo para a TAP – A320NEO

Data:

A TAP recebeu, em Lisboa, mais um novo Airbus A320neo, dando sequência ao objetivo da modernização da frota que tem ao seu serviço. O Airbus CS-TVB é a primeira aeronave deste modelo a chegar à Companhia este ano.

O novo Airbus A320neo, que integra a frota do Médio Curso da TAP, tem 174 lugares e ainda mais conforto.

O primeiro Airbus A320neo foi entregue à TAP em Abril do ano passado. Ao todo, até ao final deste ano, a Companhia receberá 37 novas aeronaves dos quatro modelos da Airbus: A320neo, A321neo, A321LR e A330neo. E 71 até 2025, ficando assim com uma das frotas mais modernas do mundo.

A frota da TAP integra, atualmente, além dos dois A320neo, outros cinco Airbus A321neo e três Airbus A330neo.

A modernização da frota com os mais avançados aviões disponíveis no mercado vai permitir à Companhia aumentar a sua oferta e crescer para novos destinos, de forma ainda mais eficiente.

A TAP reforçará assim a sua competitividade e contribuirá para uma crescente centralidade de Portugal enquanto hub Atlântico do transporte aéreo e para a atração de novos fluxos turísticos para o País.

 

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.