Vila Real acolhe “Mercado Criativo” de 29 a 31 de março

Data:

O mercado municipal de Vila Real acolhe entre 29 e 31 de março 30 criativos que vão revelar áreas de atividade desde o artesanato, música, gastronomia ou arquitetura, iniciativa inserida no projeto Douro Creative Hub.

O “Mercado Criativo” conclui o projeto que foi lançado pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) para identificar e promover as indústrias criativas do Douro.
Estas atividades têm origem na criatividade, capacidade e talento individuais e, neste setor, incluem-se áreas como o artesanato, artes, ‘design’, música, publicidade, comunicação, moda, cinema, teatro ou arquitetura.
“Este projeto reforça também a ligação da própria universidade com a comunidade do Douro. Não é um projeto virado para dentro, mas sim um projeto onde a universidade põe ao serviço as suas potências e recursos para ajudar a dar visibilidade a um setor – a criatividade – que nem sempre é reconhecido como seria o ideal”, afirmou Artur Cristóvão, vice-reitor da UTAD.
Durante os três dias do “Mercado Criativo”, realizar-se-ão debates sobre arquitetura e artes visuais, ‘showcooking’, atividades para crianças, concertos, exposições e haverá um espaço para apresentação de empresas da área das indústrias criativas.
“Tentamos que seja um espaço onde os criativos, em especial da região do Douro, se possam mostrar”, salientou João Calejo, gestor do projeto Douro Creative Hub.
A abertura do mercado acontecerá com a estreia do espetáculo “Lago dos Caretos”, um projeto liderado pelo músico Luís Filipe Santos e vencedor do Prémio Douro Criativo, na categoria de “Projetos ligados às Indústrias Criativas – a realizar”.
Este será também o momento escolhido para a apresentação de um livro que reúne grande parte dos criativos dos 19 municípios do Douro e que resultou de um levantamento de agentes criativos a trabalhar neste território.
Após o evento, o “Mercado Criativo” sairá do mercado municipal e irá até algumas escolas do 1.º ciclo dos municípios durienses, para a partilha de experiências e ateliers tendo sempre como foco a criatividade.
O Douro Creative Hub, cofinanciado com o apoio do Norte 2020, foi lançado em 2017 e teve como objetivo “identificar, dinamizar, e promover as indústrias criativas da região do Douro”.
Para além do mapeamento dos criativos, promoveu também o primeiro prémio de indústrias criativas com enfoque no interior norte de Portugal, um plano estratégico para a dinamização da economia cultural e um ‘creative camp’.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.