Banco de Manuais Escolares de Évora cede mais de 4.000 livros neste ano letivo

Data:

Mais de quatro mil livros foram cedidos pelo Banco de Manuais Escolares de Évora a alunos do concelho, neste ano letivo, o que “bateu todos os recordes” desde a criação do projeto, em 2012.

“No atual ano letivo, o Banco de Manuais Escolares recebeu 564 requisições, tendo conseguido dar resposta a 520 delas, disponibilizando aos alunos a estudar numa das escolas do concelho”, no 2.º e 3.º ciclos e secundário, “um total de 4.115 livros”, indicou o município, em comunicado.
O projeto, da responsabilidade da câmara e através do qual “se incentiva a partilha de livros escolares do 5.º ao 12.º ano de escolaridade, bateu” assim, segundo a autarquia, “todos os recordes desde que começou a ser implementado no concelho”.
O Banco de Manuais Escolares surgiu da “necessidade de apoiar as famílias no início de cada ano escolar face ao esforço financeiro exigido para a aquisição dos manuais escolares dos respetivos educandos”, lembrou o município.
Os números do “relatório agora concluído” e divulgado pela câmara dizem respeito “apenas ao período compreendido entre os meses de julho e setembro de 2018”, ou seja, podem vir a ser superiores.
O relatório, vincou o município, ainda não reflete “os livros cedidos posteriormente, como consequência de transferência de alunos” ou “de encarregados de educação retardatários”, nem “os livros de exercícios facultados”.
E, realçou a autarquia, mesmo no início deste ano, o Banco de Manuais Escolares, “continua a receber pedidos de livros”.
Como explicação para o facto de o presente ano letivo ser aquele com “mais livros” disponibilizados, o município assinalou que “houve poucas alterações nos conteúdos pedagógicos e, por essa via, poucas mudanças nos manuais”.
“O Banco de Manuais Escolares, que tem inerente o espírito de partilha e de reutilização, revela-se assim de extrema importância para as famílias” do concelho, visto que, “se não existisse, muitos alunos não teriam acesso aos respetivos manuais”, alertou.
De acordo com a autarquia, “mesmo as famílias do escalão A da Ação Social Escolar, que corresponde ao escalão 1 do Abono de Família, dificilmente conseguem adquirir todos os livros e cadernos de atividades exigidos”.
Além da componente social, o Banco de Manuais Escolares, destacou a câmara, tem uma vertente solidária, porque “os livros que ficam desatualizados e já não estão em vigor são enviados para o Banco Alimentar”, que os utiliza na campanha “Papel por Alimentos”.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.