Recolha de 1.880 quilos de papel de embrulho no Natal evitou abate de 40 árvores

Data:

A campanha de reciclagem “No Natal, separar é o melhor presente” recolheu 1.880 quilos de papel e cartão, evitando “o abate de aproximadamente 40 árvores”, informou a Câmara de Viana do Castelo, promotora da ação.

Promovida em parceria com os Serviços Municipalizados de Saneamento Básico (SMSB) e a sociedade Resulima, que gere o aterro sanitário do Vale do Lima e Baixo Cávado e o Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental, a campanha decorreu entre 24 de dezembro  e 6 de janeiro, através da instalação de 40 contentores em áreas residenciais da cidade.

“O material recolhido, com recurso a uma viatura específica, teve como destino final a central de triagem da Resulima, com vista à sua reciclagem”, especifica o município, em comunicado.

Com esta iniciativa, a Câmara de Viana pretendeu “fomentar a correta separação dos resíduos, designadamente do papel de embrulho, que todos os anos era depositado nos equipamentos destinados à descarga de resíduos indiferenciados, desaproveitando-se assim este material como recurso”.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.