Montenegro diz que “acordou” o partido e promete reserva quanto a divergências até eleições

Data:

O antigo líder parlamentar do PSD Luís Montenegro defendeu hoje que o seu desafio de clarificação “acordou um gigante adormecido” que é o PSD, prometendo reserva nas intervenções públicas quanto às divergências que mantém com Rui Rio.

“Estou de consciência tranquila, disponibilizei-me para o meu país e para o meu partido numa hora difícil. A minha iniciativa teve um efeito inegável: acordou um gigante adormecido”, afirmou Montenegro, em conferência de imprensa num hotel em Espinho (Aveiro), convicto de que “nada vai ficar na mesma”.

Na manhã seguinte à aprovação da moção de confiança à direção de Rui Rio, Luís Montenegro admitiu, “sem hipocrisia”, que mantém divergências estratégias com o presidente do PSD, mas garantiu que, a partir de agora, não irá expressá-las nas suas intervenções públicas.

“Deixarei todo o espaço de intervenção política à direção do PSD, aproveitarei a minha intervenção pública para fazer um combate cerrado ao Governo, ao primeiro-ministro António Costa e ao PS por tudo aquilo que tem feito ou não tem feito no país”, assegurou.

Para o antigo líder parlamentar do PSD, o partido terá, a partir de agora, melhores condições para garantir “unidade interna”, “uma oposição firme e efetiva” e concentrar-se em conquistar “uma terceira vitória nas legislativas de forma consecutiva”, que apontou como grande objetivo eleitoral deste ano.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.