O que comemoramos no Dia de Reis?

Data:

O Dia de Reis é uma tradição cristã que remonta ao século VIII, de origem bíblica, celebra o dia em que Jesus Cristo, recém-nascido, recebera a visita de magos do oriente (Belchior, Gaspar e Baltazar). É o dia em que os presépios e árvores de Natal voltam para as suas caixas. ‘Adeus, até para o ano’, dizemos-lhes. Muito embora o ‘até para o ano’ seja ainda neste ano, em dezembro.

O Dia de Reis, segundo a tradição cristã, seria aquele em que Jesus Cristo recém-nascido recebera a visita de “alguns magos do oriente” No calendário da Igreja Cristã é comemorado a 6 de janeiro.

Em Portugal, a tradição manda que na noite de 5 para 6 se cantem as Janeiras (cantares tradicionalmente religiosos), de porta em porta, recebendo em troca alguns ‘mimos’ que vão desde comida a dinheiro. Além disso, come-se o famoso bolo-rei que, até recentemente, tinha dentro dele uma fava e um pequeno brinde, de metal. Contudo, a hipótese de poder ser inadvertidamente engolido acabou com essa tradição. Aquando da Implantação da República, o bolo-rei passou a ser, durante algum tempo, ‘bolo de natal’.

Em 1911, houve mesmo uma proposta parlamentar, rejeitada, para alterar o nome para ‘bolo república’. Seja como for, o Dia de Reis é mais um motivo para se reunir com a família à mesa e se despedir de mais um ciclo natalício.

Este é também o dia do bolo-rei reinar (hoje em dia, sem fava). Pelo meio, cantam-se as Janeiras.

A Lenda do Bolo-rei

Quando os Reis Magos foram visitar o Menino Jesus, perto da gruta, tiveram uma discussão para saber qual deles seria o primeiro a oferecer os presentes.

Um artesão que por ali passava assistiu à conversa e propôs uma solução para o problema, de maneira a ficarem todos satisfeitos. O artesão resolveu fazer um bolo e meter uma fava na massa. Depois de cozido repartiu o bolo em três partes e aquele a quem saísse a fava seria o primeiro a oferecer os presentes ao Menino.

Assim ficou conhecido pelo nome de Bolo-rei e como tinha sido feito para escolher um rei passou a usar-se como doce de Natal. Dizem que a côdea do bolo simboliza o ouro, as frutas simbolizam a mirra e o aroma, o incenso.

Tradições do Dia de Reis em Portugal

Em Portugal a quem saía a fava do Bolo-rei deveria pagar o bolo no ano seguinte.

É habitual, grupos de pessoas juntarem-se e andar pelas portas a Cantar os Reis que são canções tradicionais da vida de Jesus e saudações à família e donos da casa. O canto é acompanhado por instrumentos populares como: o reco – reco, os ferrinhos, o bombo, o acordeão e a viola.

Depois de cantarem, os donos da casa, convidam os reizeiros para entrar e oferecem-lhes comida e bebida.

O Cantar de Reis começa no dia 5 de Janeiro e vai até ao dia 20.

Há ainda outra tradição, as Janeiras, em que se cantam canções em grupos no dia 31 de Dezembro e 1 de Janeiro. Em certas regiões as pessoas oferecem azeite novo para alimentar as candeias da igreja ou capela da sua terra, em homenagem às almas dos familiares que já morreram.

Tradições do Dia de Reis pela Europa

É em Espanha que esta data é mais desejada pela maioria da população. Tradicionalmente, é o dia de se abrir os presentes, uma vez que foram os Reis Magos que levaram as prendas ao menino Jesus (ouro, incenso e mirra). Em algumas cidades organiza-se também o cortejo dos Reis Magos “ Cabalgata del Reyes”, onde desfilam em carros muito bem decorados acompanhados de muitos cavaleiros. No final do desfile, os Reis misturam-se com as crianças para os mimar.

Neste dia, os espanhóis deixam nas janelas bolinhos e copos com vinho ou licor…para os Reis oferecem “carbão de azúcar” às crianças e comem o bolo tradicional que é o Roscón. Há ainda grupos de pessoas que vão cantar pelas casas e pedir o “Aguinaldo” que são doces e dinheiro.

Na Hungria as crianças vestem-se de Reis Magos, transportam presépios nas mãos e vão de porta em porta pedindo moedas.

Na Alemanha as crianças disfarçam-se de Reis Magos e escrevem as iniciais do nome nas portas das casas.

Na França e em Quebec (no Canadá), come-se o Galette des Rois (Bolo de Reis), que contém um brinde no seu interior. O bolo vem acompanhado de uma coroa de papel e quem encontrar o brinde na sua fatia, será coroado e terá de oferecer o bolo no ano seguinte.

No Brasil a festa é comemorada com doces e comidas típicas das regiões e até o ano de 1967, era um feriado nacional por ser considerado dia santo.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.