Câmara da Guarda projeta pedovia/ciclovia

Data:

A Câmara Municipal da Guarda anunciou que vai criar uma pedovia/ciclovia, com nove quilómetros de extensão e três de largura, para que os habitantes da cidade também possam deslocar-se para o trabalho a pé ou de bicicleta.

A infraestrutura que fará a ligação entre a zona do Instituto Politécnico e o bairro de São Domingos, com passagem pelo Parque Industrial e pela zona da Guarda-Gare, tem um percurso contíguo à Via de Cintura Externa da Guarda (VICEG).

O projeto “Pedovia/Ciclovia da Cidade da Guarda: O incremento dos modos suaves no acesso ao Parque Industrial da Guarda”, da autoria do arquiteto João Marujo e da arquiteta paisagista Carla Madeira, foi apresentado na quarta-feira durante a conferência “Mobilidade Urbana Sustentável”, promovida pela Câmara Municipal da Guarda.

“Não é um percurso com o objetivo desportivo ou de percurso de manutenção, é um percurso com o objetivo e com o conceito de proporcionar mobilidade sustentável à cidade. E, nesse aspeto, o Parque Industrial é um ponto onde nós queremos que as pessoas cheguem, para além do automóvel, também de bicicleta e a pé”, explicou João Marujo.

Segundo o arquiteto, o conceito do projeto “assenta muito” na base de “possibilitar a mobilidade das pessoas ao seu local de trabalho, para não terem que usar o carro, e passarem a usar a bicicleta ou andarem a pé”.

Na apresentação pública do plano, o responsável disse que o percurso, em cerca de três quartos, andará contiguamente à VICEG, pois uma das preocupações foi encontrar alternativas sem atravessar aquela via rodoviária.

Por outro lado, através do traçado da VICEG é possível aceder aos vários pontos da cidade “de uma forma mais suave”.

O arquiteto referiu tratar-se de um trajeto estruturante que está planeado para fazer ramificações aos vários bairros, que depois proporcionarão ligações a percursos distintos.

João Marujo indicou que na conceção do projeto foram encontradas soluções que, em alguns pontos da cidade, como acontece no acesso à zona do Hospital Sousa Martins, permitem “minimizar o impacto das inclinações e resolvê-las de uma forma mais confortável”.

Também a ponte pedonal de atravessamento da VICEG, na Guarda-Gare, que atualmente tem acesso por uma escadaria, será aumentada com uma rampa que dará continuidade ao tabuleiro existente e que permitirá um acesso direto a partir da rotunda que existe no início da Avenida de São Miguel.

A estimativa de custos “deve andar um pouco acima de um milhão de euros”, segundo o arquiteto.

O presidente da Câmara Municipal da Guarda, Álvaro Amaro (PSD), anunciou que a obra vai ser candidatada a fundos comunitários.

“É algo muito reformista, creio que muito importante numa cidade que não é propriamente muito plana, como todos nós bem sabemos, mas importa atuarmos no sentido de facilitar essa mobilidade e fazê-lo do modo sustentável”, disse.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.