Brasil autoriza Forças Armadas para garantir segurança na fronteira com a Venezuela

Data:

O Presidente do Brasil, Michel Temer, assinou um decreto a autorizar o uso das Forças Armadas para manter a segurança em Roraima, estado do país que faz fronteira com a Venezuela.

Numa breve declaração no Palácio do Planalto, em Brasília, Temer afirmou que o emprego das Forças Armadas para garantir a lei e a ordem em Roraima visa “oferecer segurança aos cidadãos brasileiros e aos imigrantes venezuelanos que fogem do seu país em busca de refúgio no Brasil”.

O Governo brasileiro, porém, não especificou a quantidade de soldados que serão enviados para Roraima.

O anúncio aconteceu dez dias depois de a cidade de Pacaraima, localizada no lado brasileiro da fronteira com a Venezuela, registar um ataque violento realizado por um grupo de brasileiros contra um acampamento de imigrantes venezuelanos.

O Estado de Roraima, um dos mais pobres do país, é a principal rota utilizada pelos migrantes que fogem da grave crise política, económica e social que dificulta as condições de vida na Venezuela.

Nos últimos dois anos, cerca de 56 mil venezuelanos fugiram do seu país e pediram refúgio ao estado brasileiro, de acordo com dados do Governo divulgados em junho.

Muitos destes imigrantes permanecem na capital de Roraima, a cidade de Boa Vista, ou na cidade fronteiriça de Pacaraima, dois locais onde a tensão entre brasileiros e venezuelanos tem sido grave nos últimos meses.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.