Concelho da Sertã fustigado por chuva torrencial

Data:

Deslizamentos de terras, a queda de uma árvore e inundações foram alguns dos resultados de uma tempestade que na tarde de terça-feira afetou a Sertã, “sem feridos a registar”, disse  à Lusa o vereador da Proteção Civil.
“Foi uma trovoada seguida de uma grande descarga de água que durou cerca de duas horas e que provocou inundações, algumas derrocadas de muros e prejuízos em áreas de cultivo, mas sem feridos a registar”, afirmou Rogério Fernandes, destacando a “imensa quantidade de água” que caiu no município, no distrito de Castelo Branco.
Segundo o vereador, o episódio ocorreu entre as 17:00 e as 19:00”, com a forte precipitação “mais concentrada e a fazer-se sentir nas freguesias de Pedrógão Pequeno, Castelo e Troviscal”, onde houve registo de queda de uma árvore para o Itinerário Complementar (IC) 8.
O Comando Distrital da Proteção Civil (CDOS) de Castelo Branco confirmou à Lusa o pedido de ajuda para intervenção dos bombeiros para a retirada de uma árvore caída na via, às 16:28, em Várzea dos Cavaleiros.
Houve também alertas em vários pontos do concelho, até às 19:02, por inundações, deslizamentos de terras e acumulação de águas, obrigando à limpeza de vias.
Em 07 de dezembro de 2010, um tornado atingiu os concelhos de Sertã, Ferreira do Zêzere e Tomar, tendo sido registadas mais de 800 casas danificadas.

 

Lusa

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.