Concelho de Óbidos lidera receitas turísticas no distrito de Leiria

Data:

O concelho de Óbidos registou, entre 2013 e 2016, os melhores resultados em termos de receitas turísticas e número de dormidas, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) revelados pela Câmara.

Os dados revelados pela autarquia dão conta de um crescimento das receitas turísticas, que ascendiam, em 2013, a 10,5 milhões de euros e que totalizaram, em 2016, 17,1 milhões de euros.

No que respeita a dormidas, Óbidos lidera entre os 16 concelhos do distrito de Leiria, tendo, em 2016, registado 219 mil dormidas. Já em número de hóspedes, nesse mesmo ano, o concelho foi apenas ‘batido’ por Leiria, com 120 mil hóspedes, tendo Óbidos registado quase 108 mil.

Citado numa nota de imprensa da autarquia, o presidente, Humberto Marques, afirmou-se “claramente satisfeito com estes números, que representam cerca de 30 por cento das receitas totais e o primeiro concelho do distrito de Leiria”.

Ainda de acordo com o INE, as receitas totais dos 16 concelhos de distrito de Leiria são de 60,8 milhões de euros, tendo o número total de dormidas atingido o valor de 1,2 milhões e o número de hóspedes os 640 mil, em 2016.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.