Mundial2018: Amizade de Fernando Santos e Queiroz ‘suspensa’ por 90 minutos

Data:

A amizade de Fernando Santos e Carlos Queiroz vai ser ‘suspensa’ na segunda-feira, quando as suas seleções, Portugal e Irão, se defrontarem em Saransk, em busca de um lugar nos oitavos de final do Mundial2018 de futebol.

“Queiroz é meu colega e amigo há 35 anos. Somos e vamos continuar a ser amigos. Amanhã é que não, a amizade fica de lado”, afirmou o selecionador de Portugal, na antevisão do jogo da terceira jornada do Grupo B do Mundial que decorre na Rússia.

“Há 35 anos eu era jogador e ele treinador (adjunto de Mário Wilson no Estoril). Ele trabalhava e dava aulas. Eu era engenheiro, por vezes víamo-nos no comboio porque não podíamos viajar com a equipa. Falávamos muito de futebol. Amanhã o meu colega vai defender o Irão, não tenho dúvidas nenhumas, porque ele é um grande profissional”, vincou Santos.

Questionado sobre o sentimento de defrontar a seleção do seu próprio país, Fernando Santos lembrou o tempo em que dirigiu a Grécia frente a Portugal, num particular em Lisboa (0-0) quando a formação das ‘quinas’, orientada por Paulo Bento, preparava o Mundial2014 do Brasil.

“Cada um sente à sua maneira. Eu do outro lado queria ganhar. Fiz um jogo particular, no entanto, claramente, queria vencer. Somos profissionais, os países não contam nesse aspeto”, vincou, atestando o empenho de Queiroz segunda-feira em Saransk.

Queiroz pôs toda a responsabilidade sobre Portugal – “eles têm tudo a perder e nós apenas a ganhar” – porém Fernando Santos rejeita esse tipo de pressão, recordando que ambos os oponentes jogam coisas importantes.

“As duas equipas têm a perder e a ganhar. É jogo para passar aos oitavos. As que não conseguirem, perdem. Se ganharem, ganham qualquer uma delas. Não há mais perder e mais ganhar”, sublinhou.

Entre outros argumentos, Queiroz lembrou sete ou oito futebolistas conhecidos a terem falhado um lugar nos 23 eleitos para o Mundial. Fernando Santos, não entrando nesse jogo, recordou as regras da FIFA e acrescentou dois nomes, Danilo, lesionado, e Ricardo Carvalho, que já não joga.

Fernando Santos lembrou que o desafio não vai ser entre selecionadores nem entre Cristiano Ronaldo e outra equipa, mas “um jogo entre dois opositores fortíssimos”.

Instado, novamente, a falar do videoárbitro, o selecionador disse que houve “dois lances em que poderia ter agido contra a Espanha” e não o fez, entendendo que os lusos também foram prejudicados contra Marrocos.

“Os árbitros procuram ser isentos e o VAR também. Portugal e o Irão, com toda a capacidade que tem demonstrado, vão ter um jogo extremamente difícil. Temos de ser competitivos e totalmente focados. É a chave para o jogo”, concluiu.

Portugal e Espanha lideram o grupo B com quatro pontos, enquanto o Irão de Carlos Queiroz tem três, e Marrocos, já afastado, ainda não pontuou.

Portugal e Irão defrontam-se na segunda-feira na Arena Saransk às 21:00 (19:00 em Lisboa), em partida dirigida pelo árbitro paraguaio Enrique Cáceres.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.