Torres Novas: Cirurgião da corte de D. João II regressa à cidade

Data:

Torres Novas vai recuar, de quarta-feira a domingo, até aos finais do século XV para receber Mestre António, o judeu torrejano que foi cirurgião da corte de D. João II, em mais uma edição das Memórias da História.

Este ano com o tema “A Salvação do Corpo – Mestre António, físico-mor de D. João II”, a iniciativa apresenta, aos mais de 75.000 visitantes esperados pelo município durante os cinco dias do evento, momentos de recriação histórica, atividades lúdicas, performances musicais e teatrais, com “inúmeros cenários e personagens”.

“Depois da descoberta do mundo e dos prodígios e maravilhas dos povos, nesta edição olha-se para o que é humano e já nada é estranho. Renascem saberes: físicos e cirurgiões percorrem o corpo e desvendam um outro mundo em que as desordens precisam, afinal, da mão humana. Mestre António, judeu de Torres Novas e cirurgião da corte em finais de quatrocentos, vem à vila mostrar as novidades da arte de sarar feridas e curar os males”, descreve uma nota do município sobre o evento.

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.