Madeira promove combate a lixo marinho

Data:

A Madeira vai apoiar-se nas conclusões do Projeto Clean Atlantic, um consórcio que reúne cinco países da Europa, para definir medidas de combate ao lixo marinho no arquipélago, informou a Direção do Ordenamento do Território e Ambiente.

“Do ponto de vista local temos de perceber melhor a composição do lixo que ocorre na costa, porque podemos estar a falar de uma forte componente que não é produzida localmente”, explicou Pedro Sepúlveda, técnico daquela direção regional, no âmbito de uma reunião de parceiros, que decorreu no Funchal.

O Projeto Clean Atlantic é financiado pela União Europeia através do INTERREG Atlântico, no valor total de 3,2 milhões de euros, e pretende avaliar até 2020 a problemática do lixo marinho no espaço atlântico.

“É um consórcio de 13 entidades, entre centros de investigação, universidades e administrações de cinco países – Portugal, Reino Unido, Irlanda, Espanha e França – que desenvolve estudos sobre a dinâmica atlântica oceanográfica e procura perceber como é feito o transporte do lixo e onde se origina”, explicou Pedro Sepúlveda.

O governo regional pretende utilizar os dados recolhidos para determinar as medidas de combate ao lixo marinho e, simultaneamente, aumentar o esforço de divulgação e sensibilização para o problema junto das escolas e do grande público.

“Existem dados ao nível global, sobretudo no que toca aos plásticos, mas as consequências ainda são mal conhecidas”, disse Pedro Sepúlveda, destacando a importância dos trabalhos de motorização e investigação científica.

 

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.