Quinta da Pacheca duplica capacidade hoteleira no Douro

Data:

A Quinta da Pacheca, comprada em 2012 por dois empresários emigrantes portugueses em França, está a investir 4,6 milhões de euros na unidade de enoturismo da Régua.

Os proprietários desta quinta, Maria do Céu Gonçalves e Paulo Pereira irão inaugurar dez quartos originais, em forma de pipas de vinho. A preferência dos visitantes pela Quinta da Pacheca é visível pela taxa de ocupação de 80% já no ano de 2018, sendo 70% dos quais estrangeiros

A Quinta da Pacheca, um dos principais players de enoturismo do Douro, está a construir uma segunda unidade de alojamento com 29 quartos, num projecto que vai duplicar a capacidade hoteleira do empreendimento e que deve estar concluído em 2020.
Ainda no decorrer do primeiro semestre do ano, a Quinta da Pacheca conta inaugurar 10 dos novos quartos, os denominados Wine Barrels, quartos que, segundo a unidade, se vão transformar “a breve trecho num dos ex-libris não só da Pacheca, mas de toda a região duriense”, já que proporcionam “uma experiência em tudo singular”. Dez suites em formas de pipas de vinho em vias de inauguração e um segundo hotel que estará pronto até 2019 são apostas da empresa.

Quinta da Pacheca
Quinta da Pacheca está a investir 4,6 milhões de euros na unidade de enoturismo da Régua.

A Quinta da Pacheca revela que, em 2017, o Wine House Hotel do empreendimento registou uma taxa de ocupação na ordem dos 80%, enquanto o restaurante, liderado pelo Chef Carlos Pires, alcançou um crescimento de 25%.
A Quinta da Pacheca é também um espaço de eventos e, para 2018, conta já com uma ocupação de 80% a este nível, revelando que existe já também “uma fatia considerável de eventos que em 2019 terão a Quinta da Pacheca como cenário”.
Cerca de 70% dos visitantes da Quinta da Pacheca são estrangeiros, com destaque para o mercado brasileiro, que tem apresentado os maiores crescimentos, mas também para mercados como os Estados Unidos da América, França ou Reino Unido. O mercado nacional representa os restantes 30%. Nesta bonita região, tão próximo da Régua, a Quinta da Pacheca, é uma das mais tradicionais vinícolas do Douro, uma das primeiras a engarrafar o vinho da propriedade com a própria marca: a Quinta da Pacheca. Data do início do século 18 a primeira referência à propriedade de dona Mariana Pacheco Pereira (daí o nome).

António Freitas

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.