Papa Francisco é a aurora de um novo Cristianismo

Data:

O pontificado do Papa Francisco tem sido marcado por profundas alterações ao status quo da Igreja Católica. Polémico. Para uns era o Papa que a Igreja Católica do século XXI precisava, para outros está a destruir tudo aquilo que ela representou. Gostemos ou não, Francisco tem dado um novo folego a uma Igreja que se encontrava cada vez mais perdida, presa e inerte ao evoluir dos tempos. Veja o vídeo e fique a conhecer a história de Jorge Mario Bergoglio, o primeiro bispo da América Latina feito Papa…

DESCENDENTE DE IMIGRANTES ITALIANOS

Jorge Mario Bergoglio (2º da esq. na fotografia) nasceu a 17 de dezembro de 1936 na capital argentina, Buenos Aires, era o mais velho de cinco irmãos. Depois de trabalhar como técnico de química, aos 22 anos, o descendente de imigrantes italianos filiou-se à Ordem dos Jesuítas e começou a estudar teologia e filosofia.

 

 

ARCEBISPO DEMOCRÁTICO

Em 1998, aos 62 anos, Bergoglio foi nomeado arcebispo de Buenos Aires. O principal representante da Igreja Católica na metrópole argentina era conhecido por gostar de andar de metro, sobretudo para conversar com os mais pobres.

 

 

HABEMUS PAPAM

Em 2013 o religioso argentino foi eleito pelo conclave no Vaticano, tornando-se o 266º líder da Igreja Católica. Como papa Francisco I, ele sucedeu ao alemão Bento XVI, que renunciara por se sentir inapto a atender às exigências físicas e mentais do pontificado, devido à saúde frágil.

 

 

PAPA ARGENTINO

Jorge Mario Bergoglio é o primeiro latino-americano a liderar, como bispo de Roma, os cerca de 1,2 bilhão de católicos em todo o mundo. Ele é também o primeiro jesuíta a ocupar o cargo.

 

 

AVESSO ÀS FORMALIDADES

Ao contrário de seu predecessor, a aparência exterior papal não é tão importante para Francisco. Assim dispensou, por exemplo, os famosos sapatos vermelhos que Bento XVI tanto gostava de usar, como parte do traje oficial do líder da igreja.

 

 

HUMILDE

Em apenas cinco anos como líder da igreja, Francisco já se destaca em relação aos antecessores, pelo seu envolvimento político. Durante as celebrações da Páscoa de 2016, lavou e beijou os pés de refugiados. Para o ritual de reconciliação, convidou também três muçulmanos que, no passado, haviam produzido armas para terroristas.

 

 

PONTE ENTRE AS DIFERENTES RELIGIÕES

Em 2014 Francisco viajou ao Oriente Médio para reforçar a cooperação com clérigos muçulmanos e mobilizar contra a perseguição de cristãos e outras minorias religiosas na região. Na Turquia, prestou homenagem ao fundador da atual República, com uma visita ao mausoléu de Mustafa Kemal Atatürk.

 

 

TOLERANTE

Em 2015, Francisco se encontrou com Fidel Castro. O ex-ditador já deveria ter sido excomungado em 1960 por decreto papal, por ter nacionalizado todas as propriedades da igreja no país durante a Revolução Cubana. O papa conversou em Havana com o líder revolucionário de formação católica, morto em 25 de novembro de 2016.

 

 

RIGOROSO

Também em 2015, Francisco visitou os EUA e discursou perante o Congresso reunido no Capitólio, em Washington, como primeiro chefe da Igreja Católica. O argentino fez um apelo aos políticos para se lembrarem de suas raízes como imigrantes ao tratarem das questões dos refugiados, e defendeu a abolição da pena de morte no país.

 

 

ATIVO NA CRISE DOS REFUGIADOS

Francisco visitou alguns campos de refugiados, como o localizado no porto de Mitilene, na ilha grega de Lesbos, em abril de 2016. Após a visita à Grécia, ele ofereceu a várias famílias de migrantes um novo lar no Vaticano.

 

 

VISÃO RELIGIOSA REALISTA

Francisco mantém o interesse pelas preocupações e necessidades do quotidiano humano. Interessa-se por pesquisa e progresso científico – como na visita à unidade de terapia intensiva para prematuros de um hospital de Roma.

 

 

ABERTURA DA IGREJA

Com propostas de reforma e uma visão conciliadora sobre homossexualidade, celibato e restrição do sacerdócio, Francisco inicia uma modernização da Igreja Católica, instituição frequentemente criticada como reacionária e alienada do mundo.

 

 

ECUMENISMO VIVO

Assim em setembro de 2016, o papa convidou representantes internacionais de diferentes religiões para um congresso da paz – também com o fim de reforçar a cooperação entre os líderes espirituais no combate ao terrorismo de fanáticos religiosos.

 

 

PAPA DA MODERNIDADE

Mais de 10 milhões seguem o papa no Twitter, na imprensa é mais popular do que Barack Obama, Angela Merkel e muitos outros políticos internacionais. Nos seus primeiros cinco anos como líder dos católicos, Francisco trouxe novos ares para a Igreja sediada em Roma.

 

 

INSPIRADOR

Marcelo Rebelo de Sousa também visitou o Papa no Vaticano em 2016. Foi a sua primeira deslocação oficial ao estrangeiro enquanto Presidente da Republica Portuguesa.

 

 

 

 

PAPA de FÁTIMA

Em 2017, pela comemoração do centenário das aparições de Fátima aos três pastorinhos, o Papa Francisco visitou o santuário de Nossa Senhora de Fátima a quem já tinha consagrado o seu pontificado.

Veja o vídeo resumo da Peregrinação do papa Francisco a Fátima a 12 e 13 de Maio de 2017

 

 

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.