11 de abril: Dia Mundial da Doença de Parkinson

Data:

 

Foi a 11 de abril de 1755 que nasceu James Parkinson, o médico inglês que descreveu a doença pela primeira vez em 1817. Esta dia é uma iniciativa da Associação Europeia da Doença de Parkinson (EPDA – European Parkinson’s Disease Association).

Neste dia internacional da doença de Parkinson realizam-se iniciativas pelo mundo inteiro com o objetivo de informar e consciencializar a população mundial para a doença. A população pode aderir às iniciativas e ainda fazer donativos para a pesquisa e para o combate à doença.

Sintomas de Parkinson

  • tremores quando em repouso
  • rigidez muscular
  • lentidão de movimentos
  • dificuldade em realizar movimentos repetitivos
  • alterações no equilíbrio quando em movimento.

Doença de Parkinson em Portugal

A doença de Parkinson é uma doença neurológica degenerativa do sistema nervoso central, ainda sem cura, pautada pela destruição das células nervosas. Esta doença ataca cerca de 20 mil portugueses, de ambos os sexos, com uma ligeira preponderância para o sexo masculino. Estima-se que no mundo existam 10 milhões de doentes de Parkinson.

 

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.