Direcção-Geral da Saúde recomenda medidas de proteção contra altas temperaturas até sábado

Data:

A Direcção-Geral da Saúde (DGS) recomendou hoje à população que tome medidas de proteção contra o calor, face à previsão de temperaturas muito elevadas até sábado, que poderão atingir os 45 graus em vários distritos do país.

Em comunicado, a DGS adianta que estão em aviso meteorológico laranja os distritos de Beja, Bragança, Castelo Branco, Évora, Guarda e Portalegre devido à previsão de “valores de temperatura muito elevados, especialmente da máxima”.

Neste contexto, a DGS recomenda à população que adote várias medidas para se proteger do calor, principalmente as crianças, idosos, doentes crónicos, grávidas, pessoas com mobilidade reduzida, trabalhadores com atividade no exterior, praticantes de atividade física e pessoas isoladas.

Como medidas de prevenção dos efeitos do calor, a Direção-Geral da Saúde recomenda o aumento da ingestão de água ou sumos de fruta natural, sem açúcar, e evitar o consumo de bebidas alcoólicas, bem como “procurar ambientes frescos e arejados ou climatizados”.

Evitar a exposição direta ao sol, principalmente entre as 11 e as 17 horas, utilizar protetor solar com fator igual ou superior a 30 e renovar a sua aplicação de duas em duas horas e após os banhos na praia ou piscina, são outras medidas recomendadas.

A DGS aconselha igualmente a população a usar “roupa solta, opaca e que cubra a maior parte do corpo”, chapéu de abas largas, óculos de sol e a evitar atividades que exijam grandes esforços físicos, nomeadamente, desportivas e de lazer ao ar livre.

Para quem tem de viajar de carro, a DGS recomenda para o fazer nas horas de menor calor e não permanecer dentro de viaturas estacionadas e expostas ao sol.

No caso dos doentes crónicos, a Direção-Geral da Saúde aconselha a seguir as recomendações do médico assistente ou da Saúde 24 (808 24 24 24).

Também deve assegurar-se que as crianças consomem frequentemente água ou sumos de fruta natural e que permanecem em ambiente fresco e arejado e que os bebés até aos seis meses não devem estar sujeitos à “exposição solar, direta ou indireta”.

“Contactar e acompanhar os idosos e outras pessoas que vivam isoladas”, assegurando a sua correta hidratação e permanência em ambiente fresco e arejado é outra das recomendações da DGS.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, vento em geral fraco do quadrante norte, soprando moderado no litoral oeste e nas terras altas, em especial durante a tarde.

A previsão aponta também para neblina ou nevoeiro matinal no litoral Centro, pequena subida de temperatura, em especial nas regiões do interior Centro e Sul.

As temperaturas, em Lisboa vão oscilar entre 21 e 33 graus celsius, no Porto entre 16 e 28, em Braga entre 16 e 35, em Vila Real entre 18 e 35, em Viseu entre 18 e 35, em Bragança entre 16 e 37, na Guarda entre 18 e 34, em Coimbra entre 15 e 32, em Castelo entre 23 e 42, em Portalegre entre 26 e 41, em Santarém entre 19 e 37, em Évora entre 20 e 45, em Beja entre 21 e 44 e em Faro entre 24 e 36.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.