Guarda anuncia investimento de 15 milhões em três anos

Data:

A requalificação da Torre dos Ferreiros e a reabilitação do Jardim José de Lemos e do Parque Municipal são alguns dos projetos que irão, numa primeira fase, “fazer renascer a cidade e promover a fruição de todos os guardenses e visitantes dando mais vida à cidade”, informa a autarquia, com o presidente da Câmara, Álvaro Amaro, a considerar que a regeneração urbana é um pilar fundamental de atração das cidades.
Nos próximos três anos, a Guarda vai investir cerca de 15 milhões de euros nas diversas obras de regeneração urbana, requalificação de património e escolas. Para além de outras intervenções, para uma segunda fase está prevista criação de um Centro de Incubação Comercial e Industrial Transfronteiriço, que poderá ficar instalado no espaço das antigas piscinas municipais, a reabilitação da zona onde estão instalados o quartel da GNR e o Teatro Municipal da Guarda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.