Câmara do Porto quer 23 milhões de fundos comunitários para Mercado do Bolhão

Data:

A Autarquia do Porto está a pôr em marcha o projecto de requalificação do Mercado do Bolhão, tendo por base um financiamento esperado de 23,023 milhões de euros, a partir de fundos comunitários.

O documento apresentado pela Câmara toma a designação de “Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano do Porto – Versão da Candidatura Submetida ao Programa Operacional Regional Norte 2020” e será apresentado ao executivo esta quarta-feira.

Os 27 milhões de euros que constituem o orçamento incluem a construção de um túnel que fará a ligação ao piso técnico do mercado. Para além disto, a autarquia procura desenvolver no antigo Matadouro Municipal espaços destinados à integração de empresas, estúdios de arte, lazer, gastronomia e investigação, permitindo uma utilização diversificada por parte dos visitantes. Em causa estará uma transformação da experiência associada à visita do Mercado do Bolhão. Acresce ainda uma nave terminal, “onde se deverão cruzar as diversas disciplinas artísticas com o tecido e as práticas sociais da área envolvente”. 

A requalificação encerra aquilo que poderá ser caracterizado como um sonho para os habitantes e visitantes da cidade do Porto: trata-se do aperfeiçoamento de um marco histórico, característico da sociedade e que é verdadeiramente acarinhado pela população.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.