Gripe: Mais de 1,2 milhões de idosos vacinados em Portugal

Data:

A terceira avaliação do Vacinómetro na atual época gripal (2015/16) mostrou que se vacinaram 1.278.509 pessoas com idade igual ou superior a 65 anos, quase dois terços da população nesta faixa etária.

Mais de 1,2 milhões de portugueses com mais de 65 anos já se vacinaram contra a gripe nesta época, segundo o relatório do Vacinómetro, que monitoriza a cobertura vacinal. Esta avaliação demonstrou que 63% da população na faixa etária que compreende idades iguais ou superiores a 65 anos está vacinada. Entre os 60 e os 64 anos, receberam a vacina mais de 194 mil pessoas (cerca de 30%).

Em relação às profissões de risco, mais de metade (51,3%) já aderiu à campanha de vacinação contra a gripe. Dos doentes crónicos, 28,3% já se encontram imunizados. Do total de inquiridos, 6,5% foram vacinados pela primeira vez contra a gripe, enquanto os restantes já haviam sido vacinados noutros anos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.