Violência doméstica: menos denúncias e crianças a assistir

Data:

O número de denúncias feitas, este ano, à Polícia de Segurança Pública (PSP) por violência doméstica caiu 1,7% em relação ao ano passado, tal como diminuiu o número de crianças que assistiu a estes crimes.

Os dados provisórios da PSP, de acordo com as participações recebidas até ao início de novembro, concordam com os divulgados hoje pelo Observatório de Mulheres Assassinadas (OMA), que este ano contabilizou menos 14 vítimas mortais do que em 2014.

Além da diminuição de denúncias, também se registou uma redução de feridos ligeiros e graves. Quanto aos casos de menores que presenciaram episódios de violência, a PSP apontou uma diminuição de 7,2%, recordando que este é o sexto ano consecutivo em que o número de situações reportadas decresce.

A revelação destes dados entende-se no contexto do Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.