“Leão da Estrela” volta a brilhar

Data:

O “Leão da Estrela”, chega aos cinemas no dia 26 de novembo, quinta-feira e, segue a estrutura do filme homónimo, de Arthur Duarte, de 1947. Este é um filme sobre a ilusão das aparências, com o futebol em pano de fundo.

Neste ‘O Leão da Estrela’, o Anastácio, interpretado por Miguel Guilherme, é um adepto fanático dos Leões de Alcochete, que arrasta a família para o Alentejo para ver um jogo da liga dos últimos contra o Barranco dos Infernos.

No elenco estão também, Manuela Couto, Sara Matos, Alexandra Lencastre, José Raposo, Dânia Neto, Vítor Norte, Manuel Marques, André Nunes, Aldo Lima, Ana Varela, Júlio César e Welket Bungué.

“ (…) Este filme é uma parábola quase em farsa, mas ninguém pense que os filmes são mais sérios do que são. São comédias. O que me interessa é essa estrutura simples que procura ter muita eficácia”, afirmou Leonel Vieira à agência Lusa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.