Tomar: Mais de 400 mil pessoas assistem às festas do “Espírito Santo”

Data:

O Grande Cortejo dos Tabuleiros, é o que atrai mais gente à cidade e, é o ponto alto de uma festa que começa a ser preparada um ano antes. Porém outras manifestações festivas que se iniciaram com o cortejo das crianças- Cortejo dos Rapazes- na semana anterior e as ruas enfeitas em papel e outros eventos paralelos levam durante uma semana a passar por Tomar mais de 800 mil pessoas, ou seja 200 vezes os moradores na área de todo o concelho e contribui fortemente para o incremento turístico e económico desta bonita e aprazível cidade, onde se respira história a cada esquina Desde Abril de 2014 que milhares de nabantinos ou tomarenses, da cidade e das freguesias (nas juntas de freguesia, escolas, associações, lares, hospital), estão envolvidos na confecção de flores de papel (para os tabuleiros e para enfeitar as ruas), dos tabuleiros e dos trajes.

Tomar respirou em pleno a Festa dos Tabuleiros, e em 2019 vai voltar a levar a festa ás ruas, uma festa que em cada prédio da cidade, em cada casa, havia enfeites alusivos a esta Festa do Espírito Santo, cujo ponto alto foi a Procissão da Coroas e Pendões do Espírito Santo, tabuleiros estes benzido pelo bispo da diocese D. Manuel Pelino Domingues. O cortejo volta à rua, ruas essas apinhadas de gente, de turistas, emigrantes que aproveitam a ocasião para visitar a sua terra, centenas e centenas de excursões de Norte a Sul e cerca de 4 horas percorrem as principais ruas da cidade de uma margem e outra do rio Nabão, de onde se vêem às janelas centenas de pessoas e tudo engalanado com a pomba do Espirito santo, a Cruz de Cristo e flores milhentas flores de papel.

A ordem do Cotejo abre com as coroas e bandeiras das 16 paróquias do concelho, com a presença da presidente da Câmara e demais entidades civis e religiosas a que se seguem os 684 tabuleiros (deste ano) e encerra os carros do bodo, puxados por bois do campo, os bois do sacrifício que transportam em simbologia o pão, a carne ( deles própria) e o vinho que no dia seguinte a este grande Cortejo e no denominado Cortejo da Pêza serão distribuídos no princípio da partilha, o principal princípio desta festa religiosa, pela população carenciada do concelho. Volta a realizar-s em 2019 e ao que tudo aponta já candidata e Património Mundial Imaterial da Unesco

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.