Sogrape é a quarta melhor vitivinícola do mundo

Data:

A Sogrape ocupa o quarto lugar da lista das 100 melhores empresas vitivinícolas do mundo, relativa a 2014. O ranking é elaborado todos os anos pela Associação Mundial de Críticos e Jornalistas de Vinhos e Bebidas e integra desta vez nove sociedades vitivinícolas portuguesas. A Casa de Santos Lima surge no oitavo posto.

O ranking da Associação Mundial de Críticos e Jornalistas de Vinhos e Bebidas Espirituosas (World Association of Writers and Journalists of Wines and Spirits  – WAWWJ), divulgado este mês, e relativo a 2014, coloca a portuguesa Sogrape Vinhos no quarto lugar entre as 100 melhores sociedades vitivinícolas de todo o mundo. A Associação baseia as suas classificações, iniciadas em 1996, nos prémios conquistados por cada produtor em 75 concursos internacionais, de um total de quase 500 realizados ao longo de um ano.
A Sogrape conquistou a primeira posição entre as empresas nacionais e foi a segunda melhor a nível europeu. Nas duas primeiras posições ficaram a Jacobs Creek Pernod Ricard, da Austrália, e a Ernest and Julio Gallo Family, dos Estados Unidos da América. Em terceiro lugar ficou classificada a francesa Vranken Pommery Monopole Heidsleck.
“A posição alcançada pela Sogrape Vinhos merece destaque, dado o prestígio deste ranking elaborado pela organização mundial dos críticos e jornalistas especializados, que se baseia em critérios de análise muito rigorosos, nomeadamente a avaliação dos prémios conquistados por cada produtor num conjunto muito selecionado de concursos internacionais realizados ao longo de um ano”, refere a Sogrape numa nota de imprensa.
Para António Oliveira Bessa, CEO da Sogrape Vinhos, este é mais um galardão internacional que “enche de orgulho” a empresa, “até por ser atribuído por uma organização que reflete um painel variado e diversificado”.
Fundada em 1942 por Fernando van Zeller Guedes, a Sogrape Vinhos é hoje liderada pela terceira geração da família fundadora e possui cerca de 830 hectares de vinhas em Portugal, espalhados por seis regiões vinícolas (Vinhos Verdes, Douro, Dão, Bairrada, Alentejo e Madeira) e 18 quintas, onde produz 17 marcas de vinhos.
Além da Sogrape, a lista elaborada pela WAWWJ elegeu outras oito empresas vitivinícolas portuguesas, entre as quais a Casa Santos Lima, que ocupa o 8º lugar a nível mundial.
No ranking estão também a DFJ Vinhos (17º lugar), a Enoport (19º), A Symington (22º), a Casa Ermelinda Freitas (26º), a Cooperativa Agrícola de Pegões (68º), a Dão Sul (76º) e a Quinta do Gradil (87º).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.