Manoel de Oliveira recebeu Legião de Honra francesa por “carreira fora do comum”

Data:

O realizador Manoel de Oliveira foi hoje distinguido com a Legião de Honra francesa, por uma carreira que o embaixador francês em Portugal, Jean-François Blarel, descreveu como “fora do comum”, marcada por laços de amizade com aquele país.

Numa cerimónia que decorreu no Museu de Serralves, no Porto, o embaixador francês salientou as ligações francófonas de Manoel de Oliveira, mostrando “orgulho por que parte da obra tenha sido realizada em França” e em francês, lembrando as diversas distinções que o realizador português já recebeu ao longo da carreira, desde o prémio Robert Bresson à Palma de Ouro pela carreira, em Cannes.

“É para mim uma grande honra receber, da parte da França, esta distinção”, afirmou Manoel de Oliveira, em francês, antes de agradecer à França e de dizer “Viva o cinema!” perante uma assistência que incluía o secretário de Estado da Cultura, o presidente da Câmara Municipal do Porto e o realizador João Botelho.

O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, relatou que, muitas vezes, é questionado sobre se Manoel de Oliveira é do Porto: “Eu costumo dizer que o Porto é de Manoel de Oliveira.”

Jean-François Blarel elencou a série de vidas contidas nos quase 106 anos – a completar na quinta-feira – do realizador de “Douro, Faina Fluvial”, desde o ator de “Fátima Milagrosa” ao dançarino de “Inquietude”, passando por tantos outros.

O diplomata sublinhou tratar-se de um “realizador genial, sempre de uma modernidade radical, sem cessar de se colocar em causa, de explorar novas estéticas e manifestando sempre a consciência forte do valor artístico do cinema”.

Por seu lado, o primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, em comunicado, enalteceu hoje o realizador Manoel de Oliveira como uma “referência do cinema nacional e mundial”, no dia em que o cineasta foi distinguido pelo Governo de França.

Passos Coelho afirmou, no comunicado, que se “congratula com a atribuição, por parte do Estado francês, das insígnias de Grande Oficial da Legião de Honra de França ao realizador Manoel de Oliveira”.

O primeiro-ministro recordou ainda que o Estado português também já distinguiu a “carreira ímpar de Manoel de Oliveira”, com a Comenda da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada (1980), com a Grã-Cruz da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada (1988) e com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D.Henrique (2008).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.