Prémio literário aberto a todas as regiões de língua portuguesa

Data:

Prémio Literário Glória de Sant’Anna, dedicado à poesia, contemplará pela primeira vez na sua 3ª edição, em 2015, não só os países de língua portuguesa mas também todas as regiões em que este idioma tem expressão, como Macau, Galiza, Goa, Malaca e outras do espaço lusófono. Instituído em 2012 em memória da poeta Glória de Sant’Anna, este galardão tem o valor pecuniário de três euros e distingue o autor do melhor livro de poesia em língua portuguesa editado no ano corrente.
A iniciativa é do Grupo de Ação Cultural de Válega (GAC), em colaboração com a família da escritora e entidades patrocinadoras.  A data limite das inscrições é 6 de Março de 2015 e as obras podem ser enviadas para:
Prémio Literário Glória de Sant’Anna
Grupo de Ação Cultural de Válega
Rua Professor Domingos Matos, 187
3880-515 Válega – Portugal
Mais informações no site http://gloriadesantanna.wordpress.com/premio-literario/
Ou através do e-mail: premio.literario.poesia@gmail.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.