China: PR defende que aprender português é “uma importante aposta no futuro”

Data:

O português “é um dos idiomas em maior expansão no mundo e um dos mais utilizados na internet” sendo ainda uma língua “cada vez mais presente no mundo dos negócios, da cultura e da ciência”, lembrou o Presidente da República a 18 de maio, durante uma visita à Escola Portuguesa e Macau, realizada no âmbito da sua visita oficial à China.
Aníbal Cavaco Silva e a comitiva, que incluía o ministro da Educação e Ciência, Nuno Crato, foram recebidos naquele estabelecimento de ensino com um espetáculo de música e poesia preparado pelos alunos.
“Ter conhecimentos de língua portuguesa é, pois, um valor e um ativo excecional nos dias de hoje”, defendeu, afirmando que estudar português é “uma importante aposta no futuro”.
O Chefe de Estado disse ser “auspicioso” que na escola, que integra 500 alunos, o português seja ensinado “de forma integrada e em paralelo com a língua chinesa”. “Os alunos sairão daqui preparados seja para competir no mercado, seja para prosseguirem estudos superiores em várias partes do mundo, incluindo Portugal”, afirmou.

“Emocionado”
No mesmo dia, Cavaco Silva confessou-se “emocionado” ao conversar em português com escuteiros e alunos de várias escolas de Macau e manifestou o desejo que “continuem a falar cada vez mais” a língua portuguesa.
No Jardim Luís de Camões, onde se encontra a gruta dedicada ao poeta português, o casal presidencial foi recebido por 15 escuteiros lusófonos de cada lado, que simbolizavam os 15 anos da Região Administrativa Especial de Macau, a assinalar em dezembro. Depois, e até à gruta onde está um busto do poeta, que muitos dizem ter passado por Macau e ali ter escrito parte de «Os Lusíadas», o corredor era formado por alunos da Escola Portuguesa, do Jardim de Infância D. José da Costa Nunes e por alunos de escolas luso-chinesas.
 “(Vim aqui) prestar homenagem ao grande poeta que é Camões e o facto de ele ser um símbolo da ligação entre Portugal, Macau e a China, uma ligação de amizade. É um símbolo da preservação da ligação cultural entre Macau e Portugal”, disse aos jornalistas.
Já ouvir português para o Chefe de Estado foi “emocionante”. “Espero que continuem a falar ainda mais português porque o português, disseram-me empresários macaenses, é cada vez mais importante no mundo dos negócios”, mas também o é no “mundo cultural e no mundo artístico”, sublinhou Cavaco Silva ao reiterar que é a língua mais falada do hemisfério sul.
A visita de Cavaco Silva, que terminou a 18 de maio, foi a primeira de um Chefe de Estado português à China desde 2005. Macau, território que passou para a administração chinesa em dezembro de 1999, o português mantém-se como língua oficial, a par do chinês.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.