Página do Parlamento andorrano na internet terá versão portuguesa

Data:

A página na Internet do parlamento de Andorra terá uma versão em português, disse este mês o deputado Carlos Gonçalves (PSD), considerando que esta decisão revela a aproximação e o reconhecimento do principado em relação à Portugal.
“Não posso deixar de congratular-me, como grande defensor da língua portuguesa e sabendo a importância da nossa comunidade aqui, de ver que o parlamento, que é a casa do povo, vai ter o seu ‘site’ traduzido para o português”, declarou à Lusa Carlos Gonçalves, durante uma visita a Andorra.
O parlamentar, que é membro do grupo de amizade Portugal-Andorra, diz que este é “um claro sinal de aproximação à nossa comunidade, de aproximação ao nosso país e a forma e o reconhecimento que o Principado de Andorra tem em relação a Portugal”.
Carlos Gonçalves, eleito pela Emigração pelo círculo da Europa, sublinhou a importância da comunidade portuguesa no principado, que tem 76.098 habitantes – dados do Governo de Andorra para 2013 – e acolhe uma comunidade portuguesa de cerca de 12 mil pessoas, de acordo com informações do Governo português.
O parlamentar do PSD visitou o parlamento andorrano e reuniu-se com o presidente desta instituição, Vicenç Mateu Zamora. “Uma reunião muito interessante, que permitiu abordar um conjunto de matérias relativas à situação de Portugal e à situação de Andorra, à situação da nossa comunidade e ao estreitamento das relações parlamentares”, referiu Gonçalves.
“Sou da opinião que o estreitamento de relações parlamentares entre dois países amigos e, particularmente um país, que independente ser de pequena dimensão geográfica, acolheu muitos emigrantes portugueses”, acrescentou.
Para o deputado português, é de todo o interesse “fazer este tipo de encontros, tratar das questões que são primordiais para ambos e promover um relacionamento mais próximo”.
“Estamos a falar de dois parlamentos que se conhecem bem, há muitos parlamentares portugueses e andorranos que, nos últimos anos, tiveram a oportunidade de se encontrarem e debaterem estas matérias”, sublinhou.
Andorra, segundo o parlamentar português, começa a ter uma situação “mais desanuviada no plano económico” e esta é uma boa notícia para a comunidade portuguesa.
“A comunidade portuguesa, segundo o presidente do parlamento andorrano, é uma comunidade extremamente ativa e empenhada”, afirmou Gonçalves, acrescentando que, nas palavras de Vicenç Mateu Zamora, os emigrantes portugueses estão integrados e promovem o desenvolvimento do principado.
De acordo com o deputado do PSD, “a comunidade portuguesa tem sido um dos fatores importantes para que hoje a situação económica do país, ou pelo menos as suas perspetivas, sejam mais positivas”.
Carlos Gonçalves visitou o consulado honorário português em Andorra, encontrou-se com a comunidade portuguesa e participou em eventos de comemoração dos 40 anos do 25 de Abril.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.