Anfândega da Fé: Governo auxilia câmara nos prejuízos dos fogos

Data:

O Governo aprovou um auxílio financeiro de 322 mil euros ao município transmontano de Alfândega da Fé para os prejuízos do incêndio de Picões, o maior do verão de 2013 em Portugal. Os termos da ajuda foram publicados em Diário da República (DR), num despacho conjunto dos secretários de Estado da Administração Local, Leitão Amaro, e adjunto e do Orçamento, Helder Gomes dos Reis, aprovado em Conselho de Ministro. O despacho autoriza a celebração de um contrato de auxílio financeiro, no âmbito do Fundo de Emergência Municipal (FEM), que assegura uma comparticipação de 322.542 aos 537.570 euros de investimento necessários para mitigar os impactos e recuperar equipamentos públicos danificados. O incêndio começou a 08 de julho de 2013, em Picões, no concelho de Alfândega da Fé, e propagou-se durante quase quatro dias, até 11 de julho, aos municípios de Mogadouro, Torre de Moncorvo e Freixo de Espada à Cinta.
A ajuda aos restantes concelhos já tinha sido definida e divulgada pelo Governo. Faltava apenas determinar os termos do apoio a Alfândega da Fé. Ao município de Alfândega da Fé será disponibilizada uma comparticipação de 223.825 euros, no ano de 2014, para um investimento elegível de 373.041 euros, e um montante de 98.716 euros, no ano de 2015, para um investimento de 164.528 euros.
O Governo já havia anunciado, em 19 de janeiro, a ajuda a seis concelhos atingidos pelos incêndios do verão do ano passado e que receberão um apoio de quase um milhão de euros para ajudar a recuperar equipamentos e infraestruturas, através do Fundo de Emergência Municipal. A comparticipação estatal é de 60% dos valores apurados para reparar os danos dos incêndios.  Os concelhos de Águeda, Mogadouro, Oliveira dos Frades, Tondela, Torre de Moncorvo e Vouzela, afetados pelos incêndios de julho e agosto de 2013, vão receber um apoio de 947.506 euros para um investimento de 1.579.178 euros.
Na região do Douro Superior, o concelho de Mogadouro vai receber o segundo maior apoio a nível nacional, cujo valor ronda os 196 mil euros, num investimento de 327 mil euros. O FEM destina ainda 21 mil euros a Torre de Moncorvo, que tem uma despesa total de 35 mil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.