Liga Europa: Pior prestação conjunta de sempre na fase de grupos

Data:

Foi a pior prestação portuguesa de sempre na fase de grupos das taças europeias de futebol, com cinco equipas – FC Porto, Benfica, Paços de Ferreira, Estoril-Praia e Vitória de Guimarães – a não conseguirem um único apuramento e a somarem apenas cinco triunfos, em 30 jogos.

As equipas portuguesas concluíram a pior prestação conjunta de sempre na fase de grupos das taças europeias de futebol, com cinco equipas a não conseguirem um único apuramento e a somarem apenas cinco triunfos, em 30 jogos.
A “queda” de Benfica e FC Porto da Liga dos Campeões para a Liga Europa é o único dado positivo, mas não salva um balanço muito negativo, até porque os dois representantes lusos na “Champions”, que tem final marcada para o Estádio da Luz, a 24 de maio, partiram do “alto” do Pote 1.
Mais do que o Estoril-Praia, na primeira época europeia, o Paços de Ferreira, em estreia numa fase de grupos, e o Vitória de Guimarães, apenas nono na última edição da I Liga, os dois “grandes” lusos tinham obrigação de fazer bem mais e evitar que se quebrasse um ciclo de 10 anos consecutivos de apuramentos.
Desde 2004/2005, quando a Taça UEFA, entretanto “transformada” em Liga Europa, passou também a ter fase de grupos – o que já tinha acontecido à prova rainha a partir de 1991/1992 -, que Portugal conseguia sempre qualificar pelo menos uma equipa.
Em termos matemáticos, o Benfica, que somou três triunfos – mais de metade das cinco de todas as equipas portuguesas –, pode lamentar-se, ainda assim, de os 10 pontos não terem chegado, quando, habitualmente, são mais do que os suficientes.
Em 2005/2006, os “encarnados” apuraram-se com oito pontos e, em 2006/2007 e 2007/2008, ficaram em terceiro com sete, atrás de um Celtic apurado com nove. Em 2010/2011 e na época passada, o segundo do grupo dos “encarnados” passou com 10 pontos.
Por seu lado, os “dragões”, que não foram capazes de vencer nenhum dos últimos cinco jogos, ficaram-se pelos cinco pontos e ter-se-iam apurado com sete, já que o Zenit passou com seis.
No século XXI, o FC Porto só havia feito pior em 2001/2002, e numa segunda fase de grupos, com uma vitória, um empate e quatro derrotas, num trajeto que começou com Otávio Machado (um ponto, em dois jogos) e prosseguiu com José Mourinho (três, em quatro).
Os “azuis e brancos”, que rubricaram a sua pior prestação de sempre em casa (um ponto), também se haviam ficado pelos quatro pontos em 1997/98, com António Oliveira, e somado os mesmos cinco da presente temporada em 2005/2006.
Estes três registos, que custaram outros tantos quartos lugares, foram, no entanto, conseguidos numa altura em que os “dragões” não eram cabeças de série: em 1997/98 e 2001/2002, os grupos foram ganhos pelo Real Madrid, e em 2005/2006, pelo Inter.
No que respeita aos cinco triunfos lusos na fase de grupos, três foram conseguidos pelo Benfica, que venceu por duas vezes o Anderlecht (2-0 em casa e 3-2 fora) e ainda ganhou, a terminar, na receção ao já apurado Paris Saint-Germain (2-1).
Por seu lado, os portistas só conseguiram vencer o Áustria de Viena (1-0 em reduto alheio, a abrir), sendo que, na Liga Europa, e em 18 jogos, apenas se registou um triunfo, selado pelo Vitória de Guimarães, que goleou no D. Afonso Henriques o Rijeka por 4-0.
No total, as equipas lusas somaram cinco vitórias, a pior marca desde 2005/2006 (três, em apenas 16 jogos), 11 empates e 14 derrotas, em 30 jogos, e rubricaram a pior relação de sempre (12 golos “negativos”) entre golos marcados (24) e sofridos (36).
Quanto à Liga dos Campeões, prova da qual Portugal se despede, repete-se o que aconteceu há três anos, quando Benfica e Sporting de Braga caíram para a Liga Europa. Viriam a defrontar-se nas “meias”, com os “arsenalistas” a passarem, para perderem a final com o FC Porto, de André Villas-Boas.
Desde que os “dragões” conquistaram a “Champions”, em 2004, a época 2010/2011 era a única em que o futebol luso não tinha colocado qualquer representante nos “oitavos”.
Quanto ao “ranking” da UEFA, e apesar de ser apenas 14.º na presente temporada, Portugal mantém o quinto lugar, a cinco anos (decide os representantes para 2015/2016), e ainda com uma boa vantagem sobre a França, que também já só tem dois representantes (Paris SG na Liga dos Campeões e Lyon na Liga Europa).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.