Espanha: Portugal é destaque no Festival de Cinema de Sevilha

Data:

Portugal é o país convidado e em destaque na secção ‘Focus Europa’ da edição 2013 do Festival de Cinema de Sevilha, Espanha, que decorre naquela entre 8 e 16 de novembro.
Um destaque que, segundo os organizadores, reconhece o “histórico filão criativo” de Portugal, que, nos últimos anos, tem ao nível do cinema “vivido uma destacada eclosão de talento”, a somar-se a nomes históricos como Manoel de Oliveira, César Monteiro e António Reis. Depois de no ano passado já ter dedicado especial atenção a Portugal, o certame andaluz procurará este ano virar-se para a atualidade, tendo programado mais de 20 obras que a organização considera “do mais representativo do cinema luso atual”.
Um “novo universo criativo” que nasceu, consideram, graças ao trabalho de produtoras como “O som e a fúria”, de produtores como Rodrigo Areias (que é convidado do certame) e de diretores como Miguel Gomes, João Pedro Rodrigues, João Rui Guerra da Mata, Gonçalo Tocha, Sandro Aguilar, João Canijo, João Nicolau, Rita Azevedo Gomes ou Salomé Lambas.
“Novas vozes dentro do cinema português que, aproveitando a redução de custos associada ao cinema digital, se propõem exprimir todas as suas possibilidades criativas e, nesse processo, recuperado certos vínculos perdidos com a riqueza das suas tradições culturais nacionais”, explicam os promotores citados pela agência Lusa.
Os filmes que serão apresentados em Sevilha incluem “Lacrau”, de João Vladimiro (2013), “E agora? Lembra-me”, de Joaquim Pinto (2013), “O corpo de Afonso”, de João Pedro Rodrigies” (2012), “O que arde cura”, de João Rui Guerra da Mata (2012), e “Mahjong”, de Rodrigues e Da Mata (2013). Serão ainda apresentados “A vingança de uma mulher”, de Rita Azevedo Gomes (2011), “A terra de ninguém”, de Salomé Lamas (2012), e “A zona”, de Sandro Aguilar (2008).
O calendário inclui “A espada e a rosa”, de João Nicolau (2010), “Centro Histórico”, de Pedro Costa e Manoel de Oliveira (2012), “3x3D”, de Edgar Pera, Peter Greenaway, Jean-Luc Godard e Rodrigo Areias (2013).
“O fantasma de Novais”, de Margarida Gil (2012), “Torres e Cometas”, de Gonçalo Tocha, e “Sangue do meu sangue”, de João Canijo (2011), estão também programados. O certame incluirá ainda uma sessão de curtas com “Rafa” (João Salaviza, 2012), “Gambozinos” (João Nicolau, 2013), “Redemption” (Miguel Gomes, 2013) e “Baby Back Costa Rica” (Gabriel Abrantes).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.