Fátima e o Mundo: Venerada na Ásia é padroeira das Filipinas e do Vietname

Data:

A série documental «Fátima e o Mundo» foi realizada com a finalidade de dar a conhecer o impacto universal dos acontecimentos ocorridos em 1916 e 1917, na Cova da Iria, Portugal. Em seis episódios, com 55 minutos cada, retrata um fenómeno que ultrapassou as fronteiras de Portugal. O projeto audiovisual realizado pelo escritor, argumentista e realizador Manuel Arouca, integra o programa do Santuário de Fátima para as comemorações do Centenário das Aparições (1917-2017). O sexto e último episódio da série é dedicado à Ásia e Oceania.

O sexto e último episódio da série «Fátima e o Mundo» divulga a devoção a Nossa Senhora de Fátima na Ásia e Oceania. O documentário põe em destaque a cinco países: China, Filipinas, Coreia do Sul, Índia e Timor, revelando, entre outros aspectos que a imagem de Fátima é venerada e padroeira no Vietname e nas Filipinas.
“Em Macau a procissão de Nossa Senhora de Fátima é um acontecimento que faz parte do roteiro turístico do território, com fiéis de outros locais da Ásia a assistir e no arquivo do Santuário de Fátima há correspondência que remonta aos anos 30 do século passado, com uma paróquia dedicada a Nossa Senhora de Fátima, perto do Pequim”, destacou a este jornal, Manuel Arouca, autor da série documental «Fátima e o Mundo».
A mensagem de Fátima espalhou-se na Ásia, primeiro por ser uma mensagem de conversão, que deu os seus bons frutos na China, por ser mensageira da Paz como está bem presente na Coreia do Sul e Timor, por ser a Mãe que protege os seu filhos, casos da Filipinas e Vietname onde é padroeira.
É também mensageira da liberdade nas Filipinas, onde está ligada à revolução que libertou o povo da ditadura de Ferdinand Marcos, e em Timor, pela sua libertação da Indonésia. Por fim destaca-se também a mensagem de oração como pôde testemunhar Dom Virgílio, bispo de Coimbra e ex-reitor do Santuário Fátima, quando se deparou com a catedral de Sidney, cheia de fieis, a rezarem o rosário, diante da imagem de Nossa Senhora de Fátima.  O espetador é envolvido por uma impressionante procissão em Macau, que faz parte do roteiro turístico do antigo território sob a administração portuguesa. A procissão reúne milhares e milhares de pessoas, crente e não crentes, oriundos também da China continental, de Hong Kong e outros países vizinhos. Em Hong Kong visita-se um Santuário com uma imensa e imponente imagem de Nossa Senhora de Fátima, que olha para a China Continental e são muitos os peregrinos que ali vão. Na Coreia do Sul, o documentário revela uma concorrida peregrinação com a imagem de Nossa Senhora de Fátima que culmina com uma missa na fronteira com a Coreia do Norte.
As Filipinas, tirando o Brasil e Portugal é o país com maior devoção a Nossa Senhora de Fátima no mundo. Ela não é só padroeira, como está ligada à história politica e de libertação do povo Filipino. Naquele país, o documentário foi encontrar além de igrejas, um Santuário de Nossa Senhora de Fátima, que espelha uma grande devoção. E o espetador vai ficar maravilhado ao ver que uma das melhores universidades e hospital das Filipinas leva o nome de Nossa Senhora de Fátima – que está presente na vida académica e também no pessoal médico e doentes, sendo ainda admirada por muçulmanos que a frequentam. Um testemunho muito curioso diz que muitos dos estudantes vão estudar para a Universidade por causa do nome Fátima, a filha do profeta Maomé.
Na Índia dá-se um fenómeno e um contraste de grande impacto. De um lado, a bela Goa onde a imensa devoção a Nossa Senhora de Fátima está visível na muito concorrida procissão das velas e no Santuário no colégio Dom Bosco. Do outro lado, no sul no Estado de Kerala (berço do cristianismo na Índia), na cidade Kollam, ergue-se uma conceituada e prestigiada universidade de Nossa Senhora de Fátima e também um Santuário com o mesmo nome. Ali, Fátima se impôs com o traço do exotismo indiano, sem heranças portuguesas, mas através da imagem peregrina e do trabalho de um carismático bispo indiano. Em Timor são muitas as grutas e procissões em homenagem a Nossa Senhora de Fátima. O documentário testemunha que o terço era a sua arma para se libertarem do opressor indonésio e revela que quando o papa João Paulo II, um grande devoto de Nossa Senhora de Fátima, visitou Timor, o povo sentiu que se ia libertar pelas mãos de Nossa Senhora.
«Fátima e a Ásia e a Oceania» encerra a série documental «Fátima e o Mundo», que Manuel Arouca realizou ao longo de três anos e considerou ter sido um trabalho “mais emocional que científico”.
“Foram três anos em que trabalhei em algo que acredito, o que é muito bom, assim como ter testemunhado um fenómeno universal que partiu de Portugal”, define. O escritor e realizador diz ainda que a série “atualiza o fenómeno de Fátima, torna-o mais abrangente e até mais humano”, porque revela os motivos que “levaram as pessoas tornarem-se devotas de N. Sra de Fátima.”

Projeto audiovisual retrata a universalidade de Fátima em seis episódios
«Fátima e o Mundo», testemunha a universalidade da devoção a Nossa Senhora de Fátima em seis episódios, divididos pelos continentes:
1º – Fátima e a Europa a História
2º – Fátima e a Europa, Santuários, Procissões e Testemunhos.
3º – Fátima e a América do Sul
4º – Fátima e a América do Norte
5º – Fátima e a África
6º – Fátima e a Ásia e a Oceânia
Em cada episódio são divulgadas histórias de como nasceram os santuários e locais de devoção a Nossa Senhora de Fátima – com presença em países tão diferentes como o Brasil, Polónia, África do Sul, Tailândia, Coreia ou Líbano. A série dá também voz aos peregrinos e devotos das mais diversas origens, com histórias contadas por quem o vive de forma simples e autêntica. “Têm a ver com a devoção e as suas expressões, as procissões, os santuários, igrejas, escolas, universidades, hospitais. O culto nos sítios mais inesperados”, sublinhou Manuel Arouca. O escritor defende que esta série documental “atualiza o fenómeno de Fátima, torna-o mais abrangente e até mais humano”, porque dá a conhecer “os motivos que levaram as pessoas tornarem-se devotas de N. Sra de Fátima”.
A.G.P.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Share post:

Popular

Nóticias Relacionads
RELACIONADAS

Compal lança nova gama Vital Bom Dia!

Disponível em três sabores: Frutos Vermelhos Aveia e Canela, Frutos Tropicais Chia e Alfarroba e Frutos Amarelos Chia e Curcuma estão disponíveis nos formatos Tetra Pak 1L, Tetra Pak 0,33L e ainda no formato garrafa de vidro 0,20L.

Super Bock lança edição limitada que celebra as relações de amizade mais autênticas

São dez rótulos numa edição limitada da Super Bock no âmbito da campanha “Para amigos amigos, uma cerveja cerveja”

Exportações de vinhos para Angola crescem 20% desde o início do ano

As exportações de vinho para Angola cresceram 20% entre janeiro e abril deste ano, revelou o presidente da ViniPortugal, mostrando-se otimista quanto à recuperação neste mercado, face à melhoria da economia.

Área de arroz recua 5% e produção de batata, cereais, cereja e pêssego cai 10% a 15%

A área de arroz deverá diminuir 5% este ano face ao anterior, enquanto a área de batata e a produtividade dos cereais de outono-inverno, da cereja e do pêssego deverão recuar 10% a 15%, informou o INE.